Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

PV não abre mão de comandar um ministério no governo Lula

Cúpula do PV terá reunião com Lula e Geraldo Alckmin

atualizado 05/12/2022 8:01

Breno Esaki/Especial Metrópoles

O PV não abre mão de comandar um ministério no governo Lula. O entendimento foi alinhado nesta semana pela cúpula da sigla e será levado nos próximos dias a Lula e Geraldo Alckmin em uma reunião.

A pasta número um para o partido federado ao PT é a Cultura. Um dos ministeriáveis é o presidente da legenda, José Luiz Penna, que foi secretário estadual de Cultura de São Paulo em 2017 e 2018, quando o governador era Geraldo Alckmin.

Naturalmente, o Partido Verde tem interesse em obter espaço no Ministério do Meio Ambiente. Se não emplacar o ministro, o que de fato não deve acontecer, trabalhará para comandar secretarias e órgãos subordinados, como o Ibama e o ICMBio. No governo Bolsonaro, esses órgãos foram desestruturados e aparelhados por militares.

Dirigentes do PV, que também miram as pastas de Turismo e Esporte, têm apresentado aos petistas o argumento de que foi um candidato do partido a governador que deu a Lula o maior crescimento entre os dois turnos da eleição. Leandro Grass, palanque de Lula no Distrito Federal, cresceu 12,3% nos votos, ainda que isso pouco tenha mudado o quadro nacional, dado o baixo número de eleitores na capital federal.

Em São Paulo, onde o candidato era o petista Fernando Haddad, a alta foi de 9,8% do primeiro para o segundo turno.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna