Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Presidente do PDT tentou colocar Ciro Gomes no palanque do PSDB de SP

Carlos Lupi, chefe do PDT, esteve no Palácio dos Bandeirantes para fechar aliança entre Ciro Gomes e Rodrigo Garcia, mas não houve acordo

atualizado 08/08/2022 18:01

O presidente do PDT, Carlos Lupi, visitou o governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, antes do encerramento do prazo para formar coligações na eleição deste ano. Lupi esteve no Palácio dos Bandeirantes para tentar levar Ciro Gomes para o palanque do PSDB de São Paulo.

Lupi tentava espelhar em São Paulo as alianças que firmou no Ceará, com Tasso Jereissati, e em Minas Gerais, com Aécio Neves, mas não houve acordo com Garcia. O PSDB não quis dar espaço para o PDT na chapa majoritária, hoje preenchida pelo União Brasil na vice e pelo MDB no Senado.

A negociação com o PSDB ocorreu em paralelo à tentativa de Fernando Haddad de atrair o PDT para a vice de sua coligação. O candidato pedetista ao governo de São Paulo, Elvis Cezar, se reuniu com a cúpula petista para ouvir a proposta, mas Lupi nem quis escutar o que Haddad tinha a dizer.

Sem o acordo, Ciro fará campanha no maior colégio eleitoral ao lado de Elvis, que não conseguiu passar de 1% das intenções de voto nas pesquisas.

Já Garcia cederá o palanque a Soraya Thronicke, senadora de Mato Grosso do Sul que o União Brasil lançou como candidata ao Planalto após a desistência de Luciano Bivar.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna