Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Governo Bolsonaro calculou que arquipélago de Noronha vale R$ 10 mil

Ministro Ricardo Lewandowski determinou que governo federal corrija valor da causa no processo que tenta federalizar arquipélago

atualizado 31/03/2022 20:34

Fernando de Noronha, PEViagens Cinematográficas/Reprodução

O governo Bolsonaro calculou em R$ 10 mil o valor patrimonial do arquipélago de Fernando de Noronha, no âmbito do processo em que a União tenta federalizar o conjunto de ilhas. Na terça-feira (29/3), o relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, mandou que o governo federal corrija o valor da causa no processo, que precisa refletir tanto o valor da área em questão quanto o benefício econômico pretendido.

No último dia 24, o governo federal pediu ao STF uma decisão liminar contra o estado de Pernambuco, com vistas a retomar a titularidade do arquipélago de Fernando de Noronha. O governo pernambucano, que administra a área, reagiu e afirmou que a ação do Planalto é inconstitucional.

No fim de 2020, Jair Bolsonaro fez críticas públicas à cobrança de taxas para entrar na ilha e à proibição de cruzeiros aportarem no arquipélago. As duas medidas têm razões ambientais.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna