Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Freixo nega que cogite sair do PSB

Marcelo Freixo negou que cogite deixar o PSB e se filiar ao PT caso seu partido atual dificulte sua candidatura

atualizado 21/03/2022 17:22

Deputado Marcelo Freixo fala à imprensa após reunião com o ex-presidente Lula, em frente ao Hotel Meliá BrasilHugo Barreto/Metrópoles

Marcelo Freixo negou que cogite deixar o PSB e se filiar ao PT caso seu partido atual dificulte sua candidatura para o governo do Rio de Janeiro. A informação foi publicada nesta segunda-feira pela coluna, que a apurou junto a um integrante da campanha.

Segundo esta fonte, essa seria a última opção, só escolhida se a relação com o PSB, hoje deteriorada, chegue ao ponto de não haver clima para sua candidatura.

Freixo costuma falar quase diariamente com petistas da cúpula do partido, como Gleisi Hoffmann, Fernando Haddad e Luiz Dulci. A relação com Carlos Siqueira, presidente do PSB, é distante e já teve atritos. Siqueira já disse que Freixo é um “infiltrado do PT” na sigla.

Na campanha, a hipótese de ir para o PT é vista como remota. Apesar da relação atual ser ruim, Siqueira e Freixo têm um acordo de que ele terá legenda para se lançar candidato ao governo do estado. Siqueira é conhecido no partido por cumprir acordos.

Freixo também considera impossível que o PT não o apoie, apesar do ultimato dado pelo presidente da Assembleia do Rio, André Ceciliano, para que o PSB decida entre ele ou Alessandro Molon como candidato majoritário.

(Atualização: Marcelo Freixo entrou em contato com a coluna e disse que não pretende deixar o PSB. Uma fonte da campanha, próxima de Freixo, afirmou hoje à coluna que ele cogitava essa possibilidade. A nota foi reescrita para efeito de clareza da informação.)

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna