Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Deputado evangélico respalda Mendonça pró-casamento civil homoafetivo

"Juiz não é parlamentar", diz Silas Câmara, liderança da bancada evangélica, sobre declaração de André Mendonça no Senado

atualizado 01/12/2021 21:55

Divulgação/Câmara dos Deputados

O deputado Silas Câmara, liderança da bancada evangélica na Câmara, concordou nesta quarta-feira (1º/12) com a afirmação de André Mendonça em defesa do casamento civil homoafetivo. Escolhido por Jair Bolsonaro para ser o “terrivelmente evangélico” no Supremo, o pastor e ex-ministro está sendo sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, após cinco meses de espera.

Mais cedo, Mendonça afirmou aos senadores: “Defenderei o direito constitucional do casamento civil das pessoas do mesmo sexo”. A afirmação contraria pautas conservadoras patrocinadas pela bancada evangélica e o governo Bolsonaro no Congresso.

0

Nova cabeleira de André Mendonça chama atenção em sabatina

Questionado se mantém o apoio a Mendonça após a declaração, Silas Câmara respondeu, por mensagem: “SEMPRE”. E acrescentou:

“Acho correto, pois o casamento civil já é um direito por lei. Um ministro terrivelmente competente é conhecedor das leis, segue a lei. Juiz não é parlamentar”.

Câmara é uma das lideranças da bancada evangélica, pilar de apoio de Bolsonaro no Congresso. No ano passado, quando presidia a bancada, propôs revezar o comando do grupo com outros dois deputados.

Assim, neste ano o presidente é Cezinha de Madureira, do Ministério Madureira da Assembleia de Deus. Em 2022, o comandante será Sóstenes Cavalcante, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, a mesma do pastor Silas Malafaia.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna