Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Davi Alcolumbre só recebeu André Mendonça hoje, após 141 dias

Davi Alcolumbre recebeu André Mendonça apenas no dia da sabatina no Senado, pouco antes dela iniciar

atualizado 01/12/2021 13:37

Encontro entre Davi Alcolumbre e André MendonçaColuna Guilherme Amado

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre, do DEM do Amapá, não recebeu o indicado de Jair Bolsonaro ao STF, André Mendonça, por 141 dias. O primeiro encontro dos dois aconteceu nesta quarta-feira (1/12), pouco antes de a sabatina de Mendonça começar.

No encontro, ocorrido na sala da presidência da CCJ, o senador cumprimentou Mendonça e foi apresentado a sua mulher e filhos. Eles conversaram por cerca de 15 minutos. Depois, Alcolumbre ofereceu um lugar no plenário da CCJ aos familiares para que eles pudessem assistir à sabatina dali.

O encontro amistoso aconteceu depois dos dois terem se digladiado nos bastidores por mais de quatro meses. Em meio a um embate com Bolsonaro, Alcolumbre segurou a nomeação de Mendonça, impedindo que ela avançasse ao não realizar a sabatina na comissão.

A pressão cresceu tanto que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, do PSD de MG, fez declarações públicas dizendo que poderia levar a decisão sobre o futuro de Mendonça direto ao plenário.

Não há certeza sobre qual será o resultado da votação em plenário. Caso Mendonça seja rejeitado, será a primeira vez que isso acontece desde o governo de Floriano Peixoto, o segundo presidente da República da história do Brasil, ainda no século XIX.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna