Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Naomi Matsui

Conselho de Ética julgará Luis Miranda na terça-feira

Deputado apontou à CPI irregularidades na compra da Covaxin

atualizado 17/09/2021 21:33

Luis MirandaGabriela Biló/Agência Estado

O Conselho de Ética da Câmara decidirá na próxima terça-feira (21/9) se julgará o deputado Luis Miranda, do DEM do Distrito Federal, por quebra de decoro parlamentar. Miranda apontou irregularidades na negociação da vacina Covaxin pelo governo Bolsonaro à CPI da Pandemia.

O caso é relatado pelo deputado Gilberto Abramo, do Republicanos de Minas Gerais, que apresentará um primeiro relatório. A denúncia contra Miranda foi feita pelo PTB, que acusou Miranda de mentir à CPI com o objetivo de prejudicar Jair Bolsonaro.

Se adotar a sanção mais dura, o Conselho de Ética recomendará a cassação do mandato de Luis Miranda.

A representação foi assinada por Roberto Jefferson, presidente da sigla, em julho. No mês seguinte, Jefferson foi preso a pedido da PF, acusado de integrar uma organização criminosa digital para atacar a democracia.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna