Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Ministério da Saúde admite que bloqueou acesso de irmão de Miranda após denúncia

Em junho deste ano, após denúncias de irregularidades da compra da Covaxin, Luis Miranda acusou o Ministério da Saúde de perseguição

atualizado 09/08/2021 23:02

Luis Ricardo MirandaAgência Senado

O Ministério da Saúde admitiu que o irmão de Luís Miranda, o servidor público Luís Ricardo Miranda, foi bloqueado do sistema interno do Sistema Eletrônico de Informações da pasta. A restrição, segundo documento enviado à CPI da Pandemia, foi uma medida de proteção e urgência.

“Diante das notícias de que o referido servidor estava disponibilizando a terceiros informações e documentos internos do Ministério da Saúde sem autorização ou mesmo ciência das autoridades competentes […] adotou-se providencia de forma antecipada e em caráter de urgência”.

Luis Ricardo Miranda é funcionário de carreira do ministério e juntamente com seu irmão, o deputado federal Luis Miranda, denunciou irregularidades na compra Covaxin pelo governo. Em 27 de junho, o parlamentar acusou o Ministério da Saúde de perseguição.

“Aos defensores de bandidos, meu irmão acaba de descobrir que bloquearam ele do sistema. Vale ressaltar que ele é funcionário de carreira! Isso é ilegal, perseguição e só comprova que eles têm muito para esconder…”, tuítou em seu perfil.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna