Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Bolsonaro decide os dois nomes do STJ e surpreende a todos

Os indicados do presidente serão os desembargadores Messod Azulay e Paulo Sérgio Domingues

atualizado 31/07/2022 13:31

O presidente da República, Jair Bolsonaro, recebe, nesta segunda-feira (11:07), a presidente da Hungria Katalin Novák, em cerimônia oficial no Palácio do PlanaltoHugo Barreto/Metrópoles

Jair Bolsonaro acaba de decidir os dois nomes que irão ocupar as duas vagas abertas no Superior Tribunal de Justiça (STJ): serão os desembargadores Messod Azulay e Paulo Sérgio Domingues. Se, de agora, até sair o Diário Oficial, o presidente não mudar novamente de ideia, é uma surpresa, já que o favorito era o desembargador Ney Bello, apadrinhado por Gilmar Mendes.

Messod Azulay Neto é o atual presidente do TRF-2. Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, chegou ao TRF-2 em 2005. Antes, era advogado concursado da estatal telefônica do Rio, a Telerj.

Messod Azulay e Paulo Sérgio Domingues
Messod Azulay e Paulo Sérgio Domingues

Nascido em São Paulo, Paulo Sérgio Domingues é formado pela Universidade de São Paulo e mestre pela Johann Wolfgang Goethe Universität, na Alemanha. É juiz federal desde 1995 e se tornou desembargador do TRF-3 em 2014. Foi presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) entre 2002 e 2004.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna