Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Novo recebe mais de R$ 5 milhões em doações; Abílio Diniz lidera

Nomes importantes do PIB brasileiro, como os empresários Abílio Diniz, Patrice Etlin e Luis Stuhlberger, estão entre os doadores do Novo

atualizado 30/07/2022 17:17

Amanda Perobelli/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

O Novo permanece com o moral elevado junto ao alto empresariado brasileiro. A boa vontade do PIB já rendeu mais de R$ 5 milhões em doações para as campanhas do partido na eleição de outubro.

A maior doação foi de Abílio Diniz, que depositou R$ 1 milhão nas contas do Novo, divido em duas parcelas.

O empresário Patrice Etlin, sócio da Advent International, fez doação de R$ 222.994, também em duas parcelas. O partido também recebeu R$ 166.666 de Paulo Sergio Coutinho Galvão Filho, CEO da GL Holdings e integrante dos conselhos de administração do Grupo Klabin e do Grupo RD -RaiaDrogasil, e R$ 149.659 de Luis Stuhlberger, do Fundo Verde.

A lista de doadores ainda conta com Jayme Garfinkel, ex-presidente do conselho de administração da Porto Seguro, que doou R$ 133.334, e com Fábio Barbosa, novo CEO da Natura, que desembolsou R$ 58.299. Já Eugenio Mattar, presidente do conselho de administração da Localiza, colocou R$ 100.000 no Novo.

Apesar da confiança do empresariado, as perspectivas para o Novo não são tão promissoras para esta eleição. O partido não apresentou uma candidatura competitiva para o Planalto e poderá encolher na Câmara dos Deputados, segundo projeções feitas por João Amoêdo, o fundador da sigla.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna