Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

André Mendonça nem chegou ao STF e receberá medalha 

Alerj homenageará André Mendonça; deputada evangélica Rosane Felix também pediu Medalha Tiradentes para Damares Alves

atualizado 01/12/2021 18:05

André MendonçaIgo Estrela/Metrópoles

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (1º/12) homenagear André Mendonça com a Medalha Tiradentes, a maior honraria do estado. Nome de Jair Bolsonaro para o STF, Mendonça ainda está sendo sabatinado no Senado, que precisa autorizar a indicação.

A condecoração foi proposta pela deputada evangélica Rosane Felix, do PSD, ainda em julho de 2020, quando Mendonça era ministro da Justiça. Para a parlamentar, integrante da Assembleia de Deus, Mendonça é “grande defensor dos valores da família e dos princípios conservadores”.

Em sabatina no Senado nesta quarta-feira (1º/12), o ex-ministro e pastor deu uma declaração que vai de encontro a pautas conservadoras do governo Bolsonaro: defendeu o casamento civil homoafetivo.

A deputada também já conseguiu que a Alerj concedesse a Medalha Tiradentes a Damares Alves, ministra dos Direitos Humanos, no ano passado. Em 2019, Michelle Bolsonaro havia sido homenageada com a distinção.

0

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna