Este é um espaço para celebrar a vida e as pessoas. Viaje comigo nesta aventura!

Com Kate, William “lutará para reinventar a monarquia”, dizem experts

Ao avaliar os novos movimentos do casal, especialistas consideram que William já enfrenta dificuldades reais para renovar a monarquia

atualizado 30/03/2022 10:05

Foto colorida. Príncipe William e Kate Middleton em um carroPool/Samir Hussein/WireImageGetty Images

Até poucos dias, um grupo de especialistas reais defendia a tese de que o príncipe William e Kate Middleton revolucionariam a monarquia quando ascendessem ao comando do trono britânico. Alguns experts chegaram a descrever a duquesa de Cambridge como uma “radical secreta” que silenciosamente tem transformado a Coroa, enquanto outros afirmaram que ela detém o “futuro da realeza em mãos”. Entretanto, a turnê do casal pelo Caribe fez os profissionais mudarem de opinião.

Ao avaliar os recentes movimentos dos duques de Cambridge, especialistas consideram que William já “enfrenta dificuldades reais para reinventar a monarquia quando se tornar rei”. Na viagem de oito dias por três países do Caribe — Belize, Jamaica e Bahamas —, eles foram recebidos com protestos. Os manifestantes pediam que o príncipe se desculpasse em nome da Coroa pela história de colonialismo e fizesse reparações à escravidão. Em solo jamaicano, parte da população quer remover a rainha Elizabeth do cargo de chefe de Estado.

0

Revelando indícios como será o seu reinado, William deu sinais de querer quebrar uma tradição real, levada à risca pela rainha Elizabeth. “[Ele] adotará uma abordagem ‘reacionária e ágil’, e abandonará a política de ‘nunca reclamar, nunca explicar’ adotada por monarcas anteriores”, conforme publicou o Daily Mail. “Ele definitivamente não falará regularmente, mas acredita que se a monarquia tem algo a dizer, então deveria dizer”, completou o tabloide.

Foto colorida. Camilla Parker, príncipe William e Kate Middleton estão sentados e seguram papéis
Camilla Parker, príncipe William e Kate Middleton na cerimônia do Dia da Commonwealth

Na avaliação dos especialistas em realeza, William “não está criticando a rainha” com os acenos. Essa seria a forma de como ele olha o futuro e os próximos 40 anos. “Ele quer que a monarquia continue sendo uma força unificadora, para preencher a lacuna”, explicou o Daily Mail ao conversar com os experts em dinastia Windsor. Ao fim da turnê pelo Caribe, o duque de Cambridge emitiu um comunicado e bateu na tecla a respeito de que a visita o levou “para um foco ainda mais nítido sobre o passado e o futuro”.

“Em Belize, Jamaica e Bahamas, esse futuro é para o povo decidir. Catherine e eu estamos comprometidos com o serviço. Não se trata de dizer às pessoas o que fazer. Quem a Commonwealth escolhe para liderar sua família no futuro não é o que estou pensando. O que importa para nós é o potencial que a família Commonwealth tem para criar um futuro melhor para as pessoas que a formam, e nosso compromisso de servir e apoiar da melhor maneira possível”, divulgou o príncipe William na nota oficial.

Ao Daily Mail, uma ex-fonte de relações públicas do Palácio de Kensington comentou: “Há um sentimento na instituição de que, com o tempo, a monarquia pode se atualizar e mudar, mas tem que ser algo gradual, sutil e cuidadosamente pensado”. O William ocupa a segunda posição na linha de sucessão à liderança do trono britânico. À frente dele, está o pai, o príncipe Charles.

Homem de terno, mulher de vestido azul e uma mulher idosa com roupa azul e bolsa preta
Príncipe William, Kate Middleton e rainha Elizabeth na corrida de Ascot, em 2019

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias