*
 
 

Um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, o deputado distrital Chico Vigilante defendeu neste domingo (8/7) a imediata prisão de Sérgio Moro. A tese do petista defendida em vídeo é de que o juiz teria desobedecido a ordem do magistrado Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal (TRF-4), de soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – a decisão foi revogada pelo relator do caso, o desembargador Gebran Neto.

“Quando alguém não cumpre a lei, o que deve ser feito imediatamente? Determinar a prisão de Sérgio Moro, para que ele obedeça a lei, para que se respeite a Justiça. Porque mesmo a prisão sendo injusta, quando esse ‘juizeco’ determinou a prisão do Lula, o presidente se entregou. Agora, ele [Moro] não cumpre determinação de uma autoridade superior?”, diz Vigilante na gravação.

Veja o vídeo:

 

Conheça o caso
Ao tomar conhecimento da liminar favorável a Lula, Moro reagiu imediatamente e sugeriu que a decisão de Favreto, não poderia ser cumprida. De acordo com o juiz federal, a medida é monocrática e desrespeita veredito do colegiado da mesma Corte.

Logo após a intervenção de Moro, responsável em primeira instância pela Operação Lava Jato, o relator do processo contra Lula na 8ª Turma TRF-4, João Pedro Gebran Neto, revogou a soltura do ex-presidente. “Lula está preso há mais de 90 dias na maior injustiça já vista nesse país”, lamenta o distrital.

 


Lava Jatoptlulasérgio moroChico VigilanteTRF 4prisão de Lula