*
 
 

A pré-candidata da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, afirmou, nesta quinta-feira (5/7), em entrevista ao Metrópoles, que a sigla ainda pensa em ter um postulante na disputa pelo Palácio do Buriti. A decisão, de acordo com a ex-senadora, estaria nas mãos do deputado distrital Chico Leite – o único parlamentar do partido no DF.

“Ainda estamos em um processo de diálogo. E obviamente que estamos discutindo a possibilidade de uma candidatura própria, dependendo da decisão final do Chico Leite, se sairá a governador ou a senador. Há uma propensão de que saia ao Senado”, disse a pré-candidata na sabatina comandada pela diretora de Redação, Lilian Tahan, e pelo colunista Caio Barbieri.

O cenário da Rede Sustentabilidade no DF está embolado. O partido de Marina Silva deixou a base de Rodrigo Rollemberg (PSB) em novembro de 2017, após conferência distrital. Na ocasião, a presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas; o secretário de Meio Ambiente, André Lima; e o administrador do Lago Norte, Marcos Woortman, deixaram os cargos.

Rollemberg tem tentado reconquistar o partido. Porém, há grande resistência ao atual governador dentro da sigla. Além disso, nacionalmente, o PSB tem a possibilidade de embarcar na candidatura de Ciro Gomes (PDT), um dos adversários de Marina Silva na disputa pelo Planalto.

Reguffe no palanque?
Questionada sobre a possibilidade de contar com o apoio do senador José Antônio Reguffe (sem partido) na campanha deste ano, Marina respondeu que “os sinais são muito fortes de que sim”. A relação da pré-candidata ao Planalto com o senador pelo DF é antiga. O congressista ajudou a coletar assinaturas para a criação da Rede Sustentabilidade e dividiu o palanque com Marina em suas últimas candidaturas.

“Tenho muito respeito, somos amigos. Ele me ajudou nas campanhas anteriores. Tive a honra de tê-lo no congresso da Rede e estamos sempre em contato”, disse Marina Silva sobre Reguffe. Mas deixou claro que a decisão de apoiá-la caberá ao político brasiliense.



 


Rodrigo RollembergredeReguffeChico Leitemarina silvaeleições 2018