Semana de Moda de Nova York terá apenas três dias de duração em setembro

Programação da primavera/verão 2021 feminina ocorrerá entre os dias 14 e 16 de setembro, sem expectativa de público presencial

atualizado 04/07/2020 9:07

Gigi Hadid desfilando para Proenza Schouler na Semana de Moda de Nova York Gotham/GC Images via Getty Images

A Semana de Moda de Nova York fará uma redução significativa na próxima edição, em setembro. Desta vez, a programação terá apenas três dias, dois dias a menos que o habitual. A novidade foi informada pelo Conselho de Designers de Moda da América (CFDA, na sigla original), organizador do evento, em um comunicado enviado aos membros. O documento foi obtido pelo WWD, que divulgou as informações na última terça-feira (30/6).

Vem comigo saber mais!

@nyfw/Giphy/Reprodução

Segundo as informações divulgadas, o CFDA planeja compilar toda a programação dos desfiles femininos de primavera/verão 2021 entre os dias 14 e 16 de setembro. Caso a demanda seja grande, haverá possibilidade de estender os shows até o dia 17. As apresentações de menswear, que ocorreriam em junho, também devem entrar para o calendário de setembro, assim como os trade shows masculinos, antes marcados para julho.

Mark Beckham, vice-presidente de marketing e eventos do CFDA, explicou ao WWD que a expectativa é que não haja audiência presencial. Nesse cenário, não haverá necessidade de deslocar os convidados em viagens. Portanto, o calendário pôde ser encurtado.

Por ora, não há direcionamento sobre edições futuras da Semana de Moda de Nova York, nem sobre as coleções de pre fall 2021. O que se sabe é que a redução de dias, por enquanto, só vale para a programação de setembro. O lineup ainda não foi informado.

Anteriormente, a previsão é que o NYFW ocorresse do dia 11 ao dia 16 de setembro, datas que ainda constam no site oficial. Em 2019, o CFDA reduziu a programação de sete para cinco dias, sob orientação de Tom Ford, chairman do conselho.

Desfile da Prabal Gurung em Nova York
Por causa da pandemia, a Semana de Moda de Nova York terá apenas três dias em setembro, segundo o WWD

 

Desfile de Christian Siriano na Semana de Moda de Nova York
Além disso, a expectativa é que os desfiles não tenham público presencial

 

Desfile de Brandon Maxwell na Semana de Moda de Nova York
Caso a demanda seja grande, o lineup pode ser estendido até o dia 17 de setembro

 

Desfile de Marc Jacobs na Semana de Moda de Nova York
As apresentações corresponderão à temporada de primavera/verão 2021 feminina. Porém, como os desfiles e trade shows masculinos foram adiados, possivelmente integrarão a mesma programação

 

desfile da Michael Kors na Semana de Moda de Nova York
Em 2019, o CFDA já havia reduzido o número de dias do NYFW de sete para cinco. A redução de três dias, segundo as informações do WWD, valem apenas para a edição de setembro deste ano. Não se sabe como serão os eventos posteriores

 

Ausências

As condições provocadas pelo novo coronavírus podem fazer com que alguns estilistas e marcas decidam não se apresentar nesta temporada. Marc Jacobs, que costuma encerrar a maratona de desfiles, já avisou que não participará desta vez.

Enquanto isso, a Michael Kors anunciou que sua linha mais sofisticada adotará um formato alternativo para apresentar a próxima coleção, entre outubro e novembro. Já as marcas Pyer Moss, Proenza Schouler e Collina Strada estão se preparando para o NYFW de setembro.

Assim como fez o Conselho de Moda Britânico na Semana de Moda de Londres, o CFDA pretende abrir a oportunidade para marcas que desejarem se apresentar neste NYFW. A oportunidade será gratuita e inclui até mesmo etiquetas que não são filiadas ao conselho. A ideia é que elas possam ter mais exposição para a indústria.

“Todas as marcas participantes poderão listar seus shows ou eventos gratuitamente no calendário oficial do CFDA, independentemente de serem ou não membros do CFDA”, declarou a organização, que promete oferecer recursos digitais para as marcas.

Marc Jacobs e Naomi Campbell
A marca homônima de Marc Jacobs anunciou que pulará esta edição do NYFW

 

Tradicionalmente, o show de Marc Jacobs encerra a maratona de desfiles, mas não desta vez

 

Outra marca que saltou fora da Semana de Moda de Nova York para adotar uma apresentação alternativa foi a linha mais sofisticada de Michael Kors

 

Desfile da marca Proenza Schouler em Nova York
As grifes Proenza Schouler (foto), Pyer Moss e Collina Strada já anunciaram que pretendem se apresentar em setembro

 

Desfile de Jeremy Scott
Com as mudanças, Nova York entra no radar das capitais da moda que estão se adaptando à realidade da Covid-19

 

Formato das outras semanas de moda

Com as mudanças, Nova York entra na onda das outras grandes capitais de moda que adotam novas estratégias para realização das fashion weeks. Possivelmente, o evento funcionará de forma parecida com o que ocorreu com a Semana de Moda Digital de Londres, realizada em junho.

Em sua primeira edição 100% virtual, o London Fashion Week optou por uma plataforma similar à Netflix, com conteúdos referentes à cada marca, incluindo etiquetas emergentes que não participam do calendário oficial. O próximo LFW está marcado do dia 18 a 22 de setembro, misturando experiência presenciais e apresentações virtuais em um formato híbrido.

As semanas de moda de Milão e Paris também farão edições digitais neste mês, referentes às coleções masculinas de primavera/verão 2021, e já confirmaram edições presenciais em setembro. Também serão complementadas com suporte on-line. A Semana de Alta-Costura digital começa nesta segunda-feira (6/7) e vai até quarta-feira (8/7).


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias