Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

London Fashion Week 2020: faça um giro pela 1ª edição digital do evento

Marcas compartilharam conteúdos, experiências virtuais e lançamentos de coleções ao longo de três dias de programação

atualizado 16/06/2020 17:03

Modelo com peças do SS21 da marca Natasha Zinko x DuoМишка Бочкарёв/Natasha Zinko x Duo/Divulgação

O calendário da moda teve de ser reinventado para se adaptar às condições da pandemia. Foi nesse cenário que a Semana de Moda de Londres realizou sua primeira edição 100% digital, entre os dias 12 e 14 deste mês. Para oferecer uma alternativa aos desfiles tradicionais, o Conselho de Moda Britânico transformou o site do London Fashion Week em uma plataforma on demand, com conteúdos variados para cada grife.

As experiências incluíram filmes curtos, exibições virtuais, lives e coleções apresentadas em diferentes formatos. Além disso, a programação foi unissex e não se prendeu a uma temporada específica. Vem comigo fazer um giro pelo primeiro London Fashion Week digital!

Lives, playlists e conteúdos multimídia

A proposta multimídia do evento reuniu fóruns ao vivo, lives, playlists e experiências diversificadas. Um bom exemplo é a série de vídeos My Non-Essential, que mostra personalidades da moda e artistas comentando sobre suas lojas favoritas, uma vez que os serviços não essenciais abriram no Reino Unido nessa segunda-feira (15/06).

Entre os conteúdos, destaque para a live de Charles Jeffrey, com arrecadação de fundos para a organização Black Pride, do Reino Unido. Durante seu show, intitulado Solasta, ele deu espaço para estilistas e artistas negros expressarem suas artes na forma de depoimentos, dança, poesia e performance musical.

Interface do site do London Fashion Week Digital
O site do London Fashion Week virou uma interface com conteúdos on demand, assim como a Netflix, para a primeira edição 100% digital da semana de moda londrina

 

Chamada para DJ set de Fat Tony
O evento virtual foi repleto de conteúdos multimídia como vídeos, curtas, lives, fotos e playlists. Esta foto é uma chamada para um DJ set de Fat Tony, disponibilizado na plataforma do LFW

 

 

Coleções

Nem todas as grifes apresentaram novas criações. Por outro lado, grande parte delas disponibilizou fotos de coleções já desfiladas, links para compra e conteúdos relacionados a elas. Nicholas Daley, por exemplo, explorou seu trabalho da última temporada em um vídeo. As etiquetas que apresentaram novidades adotaram formatos mais reduzidos e coleções-cápsulas. O lineup teve novidades de marcas como RÆBURN, King & Tuckfield, Preen by Thornton Bregazzi, Teija Eilola, Natasha Zinko x Duo, Roker e Marques Almeida.

Kaushik Velendra, conhecido pela alfaiataria masculina estruturada, apresentou alguns modelos de moldes para os ombros. Para exibir as peças, recorreu a um fashion film de 4 minutos. Daniel. W. Fletcher, por sua vez, lançou seu trabalho de outono/inverno 2020 em formato see-now-buy-now (veja agora, compre agora). A label Charles Jeffrey LOVERBOY divulgou uma coleção-cápsula com 20 peças, batizada de (Self)Portrait of a LOVERBOY.

Vale destacar que, além de nomes já recorrentes no lineup de edições anteriores, o LFW digital abriu espaço para marcas que ainda não tinham contato direto com o evento.

Peças da marca Marques Almeida
A marca Marques Almeida apresentou a linha reM’Ade, uma nova etiqueta que trabalhará peças sob demanda

 

Moldes de ombro da Kaushik Velendra
Kaushik Velendra, conhecido pela alfaiataria estruturada, apresentou uma pequena coleção com moldes de ombros, como estes

 

Peças da marca RÆBURN
A RÆBURN apresentou a coleção RÆFOUND, com reaproveitamento de peças militares

 

Peças da marca Charles Jeffrey LOVERBOY
Charles Jeffrey LOVERBOY apresentou uma coleção-cápsula de 20 peças unissex

 

Designer Diaries

Por meio de uma série de vídeos curtos chamada Designer Diaries, seis estilistas compartilharam inspirações e momentos da quarentena. A lista reúne nomes como Roksanda Ilinčić, Lou Dalton, Bethany Williams, Daniel W. Fletcher, Henrietta Rix & Orlagh McCloskey (da Rixo) e Thornton Bregazzi (da Preen).

O vídeo de Roksanda Ilinčić foi uma espécie de moodboard em movimento com as inspirações da estilista durante o lockdown. Lou Dalton, por sua vez, falou sobre o senso de união durante o isolamento social e a influência do “novo normal” na próxima coleção. Daniel W. Fletcher compartilhou alguns detalhes de sua futura coleção primavera/verão 2021.

 

Zines e exibições virtuais

Finalista no Prêmio LVMH 2020, a estilista Priya Ahluwalia criou uma espécie de galeria virtual 3D para apresentar fotos do segundo livro lançado por sua marca, intitulado Jalebi. A sala digital, com navegação em 360º, mostra fichas com informações sobre cada imagem. Os quadros podem ser comprados, com todos os lucros revertidos para as instituições Stephen Lawrence Charitable Trust e Southall Black Sisters. Os cliques são do fotógrafo Laurence Ellis.

Bianca Saunders participou de um painel de discussão para falar de seu zine We Are One of The Same, feito em colaboração com o fotógrafo Joshua Woods. “Esta zine é uma arte que vem de poesia e de moda. As imagens da palavra escrita enquadram a linguagem visual da fotografia, capturando o ofício de costura contornado pelas formas do estilo”, descreveu. Pela página da marca no site do LFW, é possível comprar a zine e duas fotos impressas.

Galeria virtual da Ahluwalia
A grife que leva o sobrenome de Priya Ahluwalia, designer finalista do Prêmio LVMH 2020, montou uma espécie de galeria virtual, com fotos de Laurence Ellis

 

Livro Jalebi, da marca Ahluwalia
Os cliques estão no segundo livro da marca, intitulado Jalebi. Os lucros obtidos com os livros e as fotos impressas serão destinados às organizações Stephen Lawrence Charitable Trust e Southall Black Sisters

 

Foto de Joshua Woods para zine da grife Bianca Saunders
A marca Bianca Saunders também produziu um conteúdo impresso para o LFW Digital: a zine We Are One of The Same, com fotos de Joshua Woods. Esta também faz parte do material!

 

View this post on Instagram

@joshuawoods @jesscole___ @bellagladman

A post shared by B I A N C A S A U N D E R S (@biancasaunders_) on

 

Curtas e vídeos experimentais

Entre os curta-metragens apresentados pelas marcas, um dos mais interessantes é o do chapeleiro Stephen Jones Millinery. O fashion video produzido por computação gráfica é estrelado pela boneca virtual Noonoouri, que apresenta uma prévia da próxima coleção de chapéus do designer.

No último domingo (14/06), a marca 8ON8 apresentou sua próxima coleção de chapéus de uma maneira curiosa. A etiqueta fez uma performance on-line de um passeio de carro em Xangai. À medida que o veículo cruzava a cidade, o vídeo cortava para cenas com peças diferentes.

Outro exemplo é o da marca Luna Del Pinal, que fez uma “ode aos fabricantes de tecidos”. O vídeo de 10 minutos exibe cenas de artesãos da Guatemala e uma música tranquila ao fundo. Louise Gray apresentou um vídeo vertical com cenas que parecem ter sido gravadas pelo Instagram Stories.

Antes mesmo da Semana de Moda Digital de Londres, as fashion weeks de Xangai, Moscou e Tóquio foram pioneiras ao apresentar edições virtuais. Londres é a primeira do circuito conhecido como Big Four (Nova York, Londres, Milão e Paris) a apostar na ideia. Enquanto os desfiles de Nova York permanecem adiados, o mês de julho terá eventos virtuais em Paris e Milão.

Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias