Coronavírus: com 4 novos óbitos, número de moradores do DF mortos vai a 62

Capital do país contabiliza 66 mortes provocadas pela Covid-19, mas quatro pacientes residiam no Entorno do DF

Limpeza contra coronavírus antes da reabertura de lojas no DFRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 18/05/2020 21:10

O Distrito Federal registrou, nesta segunda-feira (18/05), recorde de mortes provocadas pelo novo coronavírus: foram oito óbitos computados pela Secretaria de Saúde (SES-DF) nas últimas horas.

Com as novas ocorrências, o DF soma, agora, 66 falecimentos por Covid-19, sendo que quatro vítimas moravam em cidades do Entorno. 

De acordo com o balanço, atualizado às 18h10, 4.618 pessoas foram diagnosticadas com a doença na capital do país e 2.506 (54,3%) se recuperaram.

Ao todo, 288 pessoas estão internadas em hospitais em decorrência do novo coronavírus, sendo que 121 precisam do suporte de unidades de terapia intensiva (UTIs).

Mais cedo, o GDF falava em apenas duas notificações. Houve, portanto, um salto de seis novas mortes.

Duas mortes em Ceilândia

Duas vítimas eram moradoras de Ceilândia. Uma tinha 73 anos, estava internada no Hospital Regional da Asa Norte e faleceu no sábado (16/05). A paciente sofria de hipertensão e pneumonia, condições consideradas como comorbidades.

A outra residente da região administrativa tinha 56 anos e estava internada no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). Ela era hipertensa e diabética.

Quem também perdeu a vida em decorrência do novo coronavírus foi uma moradora de Samambaia, de 87 anos, que estava internada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) desde 11 de março e faleceu no último domingo (17/05). Ela tinha cardiovasculopatia, conforme a Secretaria de Saúde.

Uma mulher de 87 anos foi outra vítima da Covid-19. Ela deu entrada no Hran em 11 de maio e faleceu nesse domingo (17/05). De acordo com a pasta, a paciente morava em Samambaia e também tinha doença preexistente (cardiovasculopatia).

A quarta morte a entrar para a estatística nesta segunda é a de um homem de 71 anos, morador do Recanto das Emas. Ele estava sendo acompanhado pelas equipes do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) desde o dia 6 de maio e faleceu nesse domingo (17/05). Ele não tinha comorbidades.

Também foi registrado o óbito de um homem de 58 anos, que residia em Planaltina e estava internado no HRSM. A morte, no entanto, foi nesta segunda-feira (18/05). Ele era cardiopata e obeso.

Das três mortes de pacientes do Entorno, duas foram de residentes de Águas Lindas de Goiás. Uma mulher de 76 anos e um homem de 65. Ela tinha pneumopatias e estava internada no Hospital Regional do Gama (HRG). Ele era hipertenso e estava sob os cuidados das equipes do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

O terceiro falecimento é o de uma mulher de 40 anos, moradora do Novo Gama (GO). Ela apresentava distúrbios metabólicos e estava internada no HRSM.

 

0

 

Ceilândia lidera

Com os novos registros de óbitos, Ceilândia passa a contabilizar 14 mortes em decorrência do novo coronavírus. A região administrativa reúne o maior número de falecimentos provocados pela Covid-19. Ao todo, 348 moradores foram infectados.

Em Samambaia, segunda região administrativas com mais mortes, sete pessoas perderam a luta contra a doença. Guará e Águas Claras contabilizam cinco óbitos cada uma.

A letalidade no Distrito Federal é de 1,5%, sendo que o maior índice por faixa etária está no grupo de 80 anos ou mais, que registra 19 falecimentos.

Confira:
Tabela casos
Profissionais de saúde e segurança

De acordo com o boletim, 462 profissionais da saúde e 315 da segurança pública foram diagnosticados com o novo coronavírus. No último domingo (17/05), um policial penal, de 45 anos, lotado na Penitenciária do Distrito Federal 1, no Complexo Penitenciário da Papuda, morreu vítima da Covid-19.

Francisco Pires de Souza residia em Santa Maria e estava internado no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), desde 28 de abril, em estado gravíssimo. Ele não tinha outras doenças. Na última semana, Francisco sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Três profissionais da saúde morreram em decorrência da Covid-19. Entre eles estão os enfermeiros Geovani Comochena, 37 anos, e Viviane Rocha de Luiz, 61 anos. Ela foi a primeira vítima fatal da Covid-19 no DF, em 23 de março.

Testes rápidos
O Governo do Distrito Federal (GDF) aplicou 4.342 testes rápidos e diagnosticou 153 pessoas com o novo coronavírus nesta segunda-feira (18/05). Os exames foram realizados em 10 pontos de coleta montados pela Secretaria de Saúde.

No estacionamento do Iesb de Ceilândia, dos 438 testes feitos, 36 detectaram a presença do novo coronavírus – maior número de confirmações nesta segunda. No Terraço Shopping, nenhum exame teve resultado positivo.

Veja o balanço:
Balanço de testes rápidos

Últimas notícias