Espelho interativo que reflete aulas de personal em casa vira febre

Parece um sonho: o aluno escolhe a modalidade desejada e copia todos os movimentos do professor. Entenda!

atualizado 03/07/2020 19:30

mulher-se-movimenta-em-frente-ao-espelho @getthemirror/instagram/reprodução

Já imaginou poder malhar em casa diante de um espelho que projeta a imagem de um instrutor para te guiar no treino? A ideia parece bem tentadora, não é mesmo? A novidade já entrou para o mercado e tem sido bastante promissora, principalmente em tempos de pandemia de coronavírus e confinamento.

Voltado ao universo home fitness, o equipamento batizado como Mirror, lançado por uma startup americana, serve como um espelho comum. Mas vai além. Projeta a figura de um professor e aponta instantaneamente os dados da performance do aluno. Sua idealizadora, a ex-bailarina Brynn Putnam, acreditou na migração de pessoas frequentadoras de academias para o próprio lar. E não é que ela acertou?

O Mirror já é uma grande onda nos Estados Unidos e caiu no gosto de famosas como Alicia Keys, Ellen DeGeneres e Karlie Kloss. Com o auxílio de um aplicativo, o usuário escolhe que modalidade pretende realizar (cardio, boxe, dança, pilates, entre outras) e o nível de intensidade desejada. O sistema oferece mais de 50 aulas ao vivo por semana. Há mais de mil treinos gravados.

homem-se-exercita-de-frente-para-o-espelho

Outras funções permitidas pelo produto são a medição da performance do aluno, incluindo os batimentos cardíacos, e mostrar os demais participantes de outros cantos do mundo. Detalhe: eles podem interagir entre si com mensagens e emojis.

 

Ver essa foto no Instagram

 

MIRROR is an interactive, goal-crushing, whole family, whole body fitness machine. #SeeYourself

Uma publicação compartilhada por MIRROR (@getthemirror) em

Entusiasmada com a novidade, a plataforma de conteúdo on-line Oxygen Brasil, que tem Andrea Janér e Silvia Krakowiak Rosenthal na direção, acompanhou o desenvolvimento do projeto desde 2018 e, assim como fez com as marcas Peloton, Hydron e Tonal (também voltadas ao ramo fitness), incluiu o assunto nas aulas de Wellness Tech, curso de inovação e tendências do site.

A princípio, elas apostavam no novo negócio por ser uma ideia muito boa, embora muito inovadora. “Era, ainda, uma onda muito tímida de equipamentos que usam tecnologia para que pessoas façam exercícios em casa. O negócio tinha um público cativo, mas ainda era uma oferta de nicho”, diz Andrea.

Todavia, ela explica que, atualmente, as pessoas reconheceram que não há previsões para a pandemia de coronavírus acabar, portanto, muitos têm repensado seus hábitos e comportamentos. “Os exercícios tendem a ser algo que as pessoas vão fazer individualmente”, defende.

Andrea Janér acredita no potencial dessas ferramentas on demand: “O aluno pode fazer o seu exercício na hora e do jeito que quiser. Essa é uma das coisas maravilhosas que a tecnologia proporciona. Nós queremos tudo bem personalizado”.

Segundo a dupla, a marca de athleisure americana Lululemon pensa que o futuro do seu mercado está na personalização do exercício remoto, tanto que anunciou aquisição do Mirror por US$ 500 milhões.

O preço do equipamento é US$ 1.495, mais US$ 39 de mensalidade. Ainda não há previsão de chegada no Brasil.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias