Entre linhas e agulhas, bordado surge como terapia durante a quarentena

Como toda atividade manual, a técnica artesanal exercita criatividade, concentração, paciência e ajuda a relaxar

atualizado 24/05/2020 14:03

Bordar @clubedobordado/Reprodução/Instagram

A quarentena provou que algumas atividades manuais voltaram à moda. O bordado é uma delas. Considerada uma técnica artesanal, o exercício de passar a linha e a agulha pelo tecido surge como uma terapia e treino de paciência ao longo do isolamento social. A habilidade em alta promete permanecer forte ao término do período por trazer a atmosfera de relaxamento, conforme afirmam os adeptos.

Os benefícios da prática vão além da tranquilidade e têm até respaldo científico. Alguns estudos revelaram que bordar pode ser tão eficiente quanto meditar.

Diante da realidade da confinamento, o bordado ganhou notoriedade nos afazeres de celebridades com milhares de seguidores no Instagram. A influenciadora digital Helena Lunardelli publicou uma foto de seu primeiro desenho feito com as linhas. “Se tem algo mais relaxante, desconheço!”, escreveu a fashionista.

Primeiro bordado de Helena Lunardelli
Primeiro bordado de Helena Lunardelli

Helena começou por “vontade própria e sozinha”. Com acesso a uma infinidade de conteúdos sobre o tema na palma da mão, ela assistiu vídeos no YouTube, leu truques em sites, seguiu perfis especializados no Instagram e comprou os itens necessários no Mercado Livre.

Alguns sites vendem kits especialmente aos novos aventureiros na técnica. Aos iniciantes, os professores recomendam adquirir: bastidor (aro), corte de algodão cru, agulhas número 7, tesoura, linhas de meada, fita crepe, carbono e lápis. O Metrópoles selecionou e-commercers onde é possível comprar os materiais essenciais para investir na técnica com linhas e agulhas ao longo do distanciamento social.

“Sem complicação”, assim Helena define bordar. A maratona da fashionista para captar conselhos da técnica teve início na terça-feira (13/05). Um dia depois, havia feito seu primeiro bordado. A procura dos seguidores foi tanta que a influencer resolver gravar um IGTV para tirar dúvidas e dividir truques. Nessa quinta-feira (21/05), ela começou a adornar um chapéu de praia com flores.

Bordadeira de mão cheia, Paula Fernandes adornou panos de prato. A cantora mineira fez da técnica um passatempo durante a quarentena. Recados, animais e frutas desenhados pela personalidade estampam os itens de cozinha. Quem também mostrou seus predicados com as agulhas foi Marcella Tranchesi. A influenciadora tem inspirado novas práticas ao longo do período de isolamento em casa.

Paula Fernandes
A cantora mineira bordou panos de prato

Considerado um passatempo das avós, a técnica, como toda atividade manual, exercita a criatividade, concentração e paciência. Como ocupa a mente e ajuda a mudar o foco, bordar aparece como uma válvula de escape que alivia o estresse e ansiedade. Sensação necessária aos dias turbulentos do período de isolamento social, segundo explica a professora Iara Reis. Por isso, a instrutora diz seguir “sempre bordando”.

Confira sete perfis do Instagram para aprender a bordar. Prepare a agulha!

@mypeepow

O My Peepow começou de forma despretensiosa e ganhou proporção na vida da publicitária Amanda Scavone. Ela cria bordados personalizados e a maior parte dos desenhos é de famílias. “São criações feitas com altas doses de carinho e amor para eternizar momentos”, escreveu a paulista na bio da conta na rede social.

Bordado personalizado do perfil My Peepow
Bordado personalizado do perfil My Peepow

@debemcomobordado

A professora de bordado Lúcia Ferreira começou a prática com as agulhas quando jovem. A brincadeira se transformou em profissão. Com conhecimento de sobra, a instrutora resolveu compartilhar um pouco do que sabe com os leigos. No canal Cultura Cearense no YouTube, ela disponibilizou oito aulas gratuitas para auxiliar iniciantes e quem já expert no artesanato.

@iara.reis.rococo

No perfil homônimo, a professora de artesanato posta vídeos em que explica o passo a passo de como desenvolver a habilidade e outras técnicas específicas em bordado. As invenções de Iara são verdadeiras obras de arte. Algumas chegam a receber contorno em tinta trazendo o efeito de realismo.

Bordado Iara Reis
A professora Iara Reis ensina a técnica no Instagram

@transbordanddo

Comandado pela designer de moda Juliana Farias, a conta Transbordanddo ensina a fazer em tutoriais desde o ponto haste (adequado para traçar contornos) ao caseado fechado (usado em contornos e bordados livres).

@clubedobordado

“Eu amo as dicas de vocês”, diz uma seguidora. A opinião dela reflete o ponto de vista da maioria dos 160 mil admiradores do perfil. Renata Dania, Camila Lopes, Laís Souza, Vanessa Israel e Marina Dini são às mentes criativas por trás do clube, que promove a cultura do feito à mão.

Com as várias postagens por dia, dá para virar um expert da modalidade. Recentemente, Vanessa orientou sobre bordar letras com serifa, no estilo máquina de escrever. Enquanto Camila mostrou três formas diferentes de desenhar uma margarida com as linhas.

Cursos

Aos interessados em se aprofundar na temática, há um leque de cursos on-line. Confira algumas sugestões abaixo!

Uma extensão do perfil Clube do Bordado é o curso ministrado nos formatos on-line e presencial, modalidade suspensa por tempo indeterminado devido à pandemia. Ao todo, mais de 90 mil pessoas recorreram aos ensinamentos do grupo feminino.

Clube do Bordado
Aprenda a bordar com cursos on-line

A didática foi planejada não só para quem nunca pegou em uma agulha, mas também aos aventureiros que gostariam de aperfeiçoar o hobby. Mais informações no site do Clube do Bordado. Na página, é possível encontrar outros conteúdos sobre a técnica manual.

Bordado Passo A Passo é outra plataforma para quem deseja tornar-se um craque na habilidade. O melhor? Sem sair de casa. As aulas são a distância. Referência no ensino virtual, a EduK dispõe de dezenas de cursos. Os alunos podem aprender a técnica contemporânea, executada em quadro bastidor, e aplicar em roupas, acessórios e itens de cozinha.

 

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias