Aos 6 anos, brasiliense Bella Simões é campeã de torneio mundial de golfe

Colecionadora de vitórias, a última conquista de Bella foi no U.S. Kids Golf. Ela deu as primeiras tacadas no Clube de Golfe de Brasília

atualizado 06/08/2020 19:30

Bella Simões @bellasimoes/Reprodução/Instagram

Quando o amor por um esporte aflora em uma criança, o sentimento tende a crescer com o passar do tempo e a gerar frutos extraordinários. A “profecia” traduz a história da golfista Bella Simões, de 7 anos, completados nessa segunda-feira (3/8). Nascida em Miami, mas radicada em Brasília, a menina conquistou o título de campeã mundial na categoria Girls 7 & Under, do torneio U.S. Kids Golf. Única representante brasileira na competição, ela levantou o desejado troféu nesse domingo (2/8).

Sem nenhuma pretensão, as primeiras tacadas de Bella aconteceram no Clube de Golfe de Brasília, aos 2 anos e meio. Na ocasião, ela acompanhou o pai, o empresário Rodrigo Simões, amador do esporte. A mistura de diversão e interesse da garota pela modalidade despertou a atenção dos pais, que nem imaginavam, no início, onde a filha iria chegar. Não bastou muito para notarem o talento da menina, ou melhor, da agora campeã mundial.

Em entrevista à coluna Claudia Meireles, Rodrigo e a mãe de Bella, Adriana Gianni Simões, não escondem o orgulho que sentem da filha. “Gratificante vê-la chegar ao topo com apenas 6 anos. É muito bom ver esse diferencial da Bella. Ela escuta, se interessa e busca evoluir a cada dia. O mundial foi resultado de muito treino, dedicação e paixão dela”, exaltam os pais da garota.

Bella Simões
Única representante brasileira no torneio, Bella conquistou o prêmio mundial

Quando viram Bella vencer o campeonato, os pais caíram no choro de alegria e, embora as emoções estivessem à flor da pele, lembraram de cumprir a promessa de entrar no lago do último buraco. Assim, mergulharam filha, mãe e pai. “Entreguei meu cartão e pulei no lago para celebrar”, recorda a atleta. Antes do momento em família, o espírito desportivo falou mais alto e a menina cumprimentou as amigas de competição.

Além da garota tornar-se a número 1 do mundo, a família Simões teve outro motivo especial para comemorar: o aniversário de 7 anos da golfista nessa segunda-feira (3/8). O torneio ocorreu em Pinehurst, na Carolina do Norte. No caminho de volta para Miami, onde morou nos últimos seis meses, eles decidiram dar uma paradinha no parque da Universal, em Orlando. Com a atmosfera de fantasia do complexo, festejaram a vitória e a nova idade de Bella.

O segredo por trás da conquista está no trabalho intenso realizado nos últimos meses. “Ela sempre busca melhorar. O fato de saber onde quer chegar a motiva muito para querer se superar. Bella não joga contra as amigas, mas sim, contra o melhor resultado anterior dela”, reforça Rodrigo a respeito da filha.

Bella Simões
Depois de vencer o torneio, Bella teve mais motivos para celebrar. Na segunda-feira (3/8), ela completou a chegada dos 7 anos

Bella treinou todos os dias e dedicou-se totalmente ao esporte. No período matutino, aula escolar e, à tarde, treinamento diário de 3 a 4 horas. Nos fins de semana, hora de mostrar toda a sua bagagem de conhecimento nos campeonatos. Aluna disciplinada, a garota contou com a expertise de dois professores: Vicente Pereira, do Clube de Golfe de Brasília; e Bruno Freitas, de Porto Alegre.

Bruno foi quem instruiu Bella no último semestre nos Estados Unidos. O profissional a treinou para ganhar o mundial e, juntos, concretizaram a tão sonhada meta (e inúmeras outras). Ao longo de 2020, a golfista consagrou-se campeã de 30 torneios. Também contribuíram ao triunfo, as três semanas de aprendizado no acampamento de férias na Don Law Golf Academy na cidade de Miami, em 2019.

Mudança

A família Simões iria ficar na ponte aérea, pois o principal objetivo era que Bella participasse do máximo de campeonatos possíveis a fim de chegar preparada no U.S. Kids Golf, conforme explica o pai da golfista. Rodrigo conta que a filha ganhou diversos torneios locais em Miami, mas, em razão da pandemia do novo coronavírus, os clubes fecharam as portas e, consequentemente, cancelaram algumas provas.

Bruno Freitas e Bella Simões
O treinador Bruno Freitas e Bella após o mergulho no lago da tacada da vitória

Diante da situação, a menina prodígio, o treinador e os pais optaram por viajar para Orlando, onde competições estavam confirmadas e com clubes abertos. O propósito era proporcionar à atleta continuar com a rotina de treinos. Depois de dois meses, os estabelecimentos de Miami voltaram a funcionar e o quarteto retornou à cidade para Bella disputar os torneios.

“Isso tudo preparou a Bella para o grande dia. Foi fundamental. Se ela tivesse ficado no Brasil, não teria participado de campeonatos nesse semestre e teria chegado aos Estados Unidos sem toda a confiança que desenvolveu ao longo desse período”, garante o paizão da golfista.

A família acredita que, futuramente, precisará ir morar em um lugar onde a atleta consiga participar de conceituadas competições e tenha a possibilidade de crescimento no esporte.

Bella Simões
Bella é campeã mundial

Com o troféu nas mãos, Bella e seus pais desembarcarão em solo brasileiro neste final de semana. Determinada, a menina vai seguir à risca a rotina de treinos a fim de conquistar o Sul-Americano, previsto para novembro, no Rio de Janeiro.

Primeiras tacadas

Apaixonada pelo esporte desde as primeiras tacadas, Bella lembra de quando ia para o Clube de Golfe de Brasília de fraldas e com chupeta, aos 2 anos e meio. “Eu ia com bola e taco de plástico. Lembro da minha taqueira de plástico do Snoopy e que todo mundo batia palmas quando eu acertava a bola”, recorda a garota.

Com o passar do tempo, os pais perceberam o entusiasmo da filha pela modalidade. O primeiro indício foi quando a garota aumentou o ritmo dos treinos. “Ela apresentava a cada aula mais concentração. Conforme ia melhorando seu swing, gostava mais do esporte. Muita gente elogiava como ela jogava”, frisa o pai de Bella.

Bella Simões
Bella Simões com sua taqueira do Snoopy, aos 2 anos

Aos 5 anos, Bella começou a participar de torneios no Brasil. A cada desafio, mais um motivo para seguir os treinamentos regrados. Diante de tanto talento, os pais fizeram a inscrição da filhota em competições no exterior. Itália, México e Estados Unidos foram alguns dos países onde a golfista deixou sua marca e se aperfeiçoou a cada tacada.

Tendo como inspiração Tiger Woods, considerado o melhor golfista de todos os tempos, Bella traz como sonhos: ser profissional de golfe e jogar na Ladies Professional Golf Association (LPGA). Torcida e esforço da campeã não faltam rumo à realização dos objetivos. “Bella treina diariamente e sai do campo dando estrelinha”, confessam os pais orgulhosos da filha prodígio.

A coluna torce para que Bella conquiste mais vitórias e tenha um futuro brilhante!

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Últimas notícias