Bolsonaro libera R$ 36 milhões para ministério de Sergio Moro

O crédito extra deverá ser usado com indenização pela flexibilização voluntária do repouso remunerado

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 16/07/2019 11:36

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, autorizaram um reforço no orçamento do Ministério da Justiça e Segurança Pública, comandado por Sergio Moro, de R$ 36 milhões.

O crédito extra deverá ser usado com indenização pela flexibilização voluntária do repouso remunerado. O dinheiro foi remanejado da rubrica de policiamento ostensivo nas rodovias e estradas federais, combate à violência no trânsito e ações educativas.

A portaria que libera os recursos foi publicada nesta terça-feira (16/07/2019) no Diário Oficial da União. O documento é assinado por Bolsonaro e Paulo Guedes.

Veja a portaria que libera o recurso:

Reprodução/DOU

SOBRE O AUTOR
Otávio Augusto

Formado em jornalismo pelo Centro Universitário ICESP. Trabalhou nos jornais Alô Brasília e Correio Braziliense, onde passou pelas editorias de Cidades, Política e Brasil. Foi setorista de Saúde por dois anos. Tem interesse pelos temas de direitos humanos e meio ambiente, além de política e economia. No seu tempo livre, aprecia esportes, como corridas ao ar livre. É repórter do Metrópoles desde fevereiro de 2019.

Últimas notícias