Movimento para expulsar Alexandre Frota do PSL ganha força

Deputado federal por São Paulo entrou na mira de correligionários como Major Olímpio, Carla Zambelli e Bia Kicis ao se afastar de Bolsonaro

atualizado 04/08/2019 19:33

Igo Estrela/Metrópoles

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) está na mira de um grupo de parlamentares do PSL. Com o apoio do líder do partido no Senado, Major Olímpio (PSL-SP), eles cogitam expulsá-lo da sigla. Olímpio, inclusive, já acionou o Conselho de Ética para avaliar punição a Frota por críticas nas redes sociais a membros do partido, inclusive ao presidente Jair Bolsonaro.

Segundo aliados de Frota, a lista daqueles que querem ele fora do PSL seria composta, além de Olímpio, pelas deputadas federais Carla Zambelli (SP), Caroline di Toni (SC) e Bia Kicis (DF) e o deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP).

Frota, segundo relatam pessoas próximas, trabalha com a possibilidade de ser o primeiro expulso pelo partido do presidente Jair Bolsonaro desde o início do governo. Ele vem sustentando que fará o que o partido determinar, mas diz que só deve satisfação a Luciano Bivar, presidente nacional do PSL.

O ex-ator se elegeu com 155 mil votos para a Câmara, na esteira da onda que elegeu Bolsonaro e muitos candidatos do PSL em outubro de 2018. Desde o início do mandato, entretanto, foi se afastando do governo e de vários de seus mais vistosos aliados, como a própria Carla Zambelli, com quem tem trocado farpas via Twitter.

Frota optou por não se alinhar automaticamente a todas as decisões de Bolsonaro, e, ao se dizer “decepcionado” com a atuação do correligionário nos primeiros meses, entrou na mira dos bolsonaristas mais ferrenhos no partido.

Últimas notícias