Caso Henri Castelli: Polícia Civil indicia dois homens por lesão corporal

O inquérito foi entregue ao Ministério Público do Estado de Alagoas que, agora, decidirá se vai oferecer denúncia

atualizado 21/01/2021 18:43

A Polícia Civil de Alagoas indiciou duas pessoas envolvidas na agressão ao ator Henri Castelli, ocorrida em uma marina na Barra de São Miguel. Os dois suspeitos são acusados de lesão corporal grave, segundo informou o delegado do caso, Fabrício Nascimento, ao G1.

No inquérito, o investigador conclui que Henri Castelli foi agredido com murros e chutes. O delegado enviou o inquérito ao Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL), que vai decidir se oferece denúncia à Justiça.

0

De acordo com a lei de abuso de autoridade, o delegado não pode informar a identidade dos indiciados.

O caso

O ator Henri Castelli revelou que foi agredido em Maceió, no Alagoas, no fim do ano passado. Em 30 de dezembro de 2020, ele deu entrada no hospital Santa Casa de Alagoas com a mandíbula quebrada — na ocasião, disse à imprensa que se tratava de um acidente na academia.

“Não houve briga, fui agredido covardemente, puxado pelo pescoço, por trás, sem que tivesse antes sequer conversado com qualquer uma das pessoas que me agrediram. Fui jogado no chão e recebi chutes e socos”, declarou.

“Foi tudo muito rápido, ao mesmo tempo em que pareceu uma eternidade, enquanto eu levava socos e chutes. Só me levantei quando as pessoas interviram, não tive chance de reação porque sequer percebi que pudesse ser agredido”, concluiu.

Últimas notícias