Triplex atribuído a Lula tem primeiro lance de R$ 2,2 milhões

Outros interessados têm até o fim do dia para cobrir a proposta. Identidade do possível comprador não foi revelada

atualizado 15/05/2018 12:32

RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O imóvel mais famoso dos últimos meses, do Edifício Solaris, no Guarujá, recebe seu primeiro lance em leilão. O triplex responsável por colocar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na prisão já teve proposta inicial de R$ 2,2 milhões nesta terça-feira (15/5), afirma Marangoni Leilões, responsável pela venda do apartamento. As informações são da revista Veja.

O possível comprador é de Piracicaba, interior de São Paulo, mas não teve sua identidade revelada. Até o final do dia, ainda é possível que a cobertura receba novas ofertas de outros interessados no imóvel de 215 metros quadrados, distribuídos em quatro quartos, piscina, área de lazer com churrasqueira e elevador privativo.

O imóvel, antes da determinação da Justiça para ser colocado em leilão, foi invadido pelo Movimento dos Trabalhadores sem Teto, em 16 de abril de 2018, quando o  coordenador do MTST e pré-candidato à Presidência da República pelo PSol, Guilherme Boulos, anunciou a invasão em suas contas no Twitter e no Facebook, dizendo: “Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?”

 

 

Últimas notícias