*
 

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e a Frente Povo Sem Medo ocuparam, na manhã desta segunda-feira (16/4), o triplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Guarujá (SP). Depois de três horas, o grupo de manifestantes deixou pacificamente o prédio por volta das 11h30, após conversar com a Polícia Militar.

“Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?”, escreveu o coordenador do MTST e pré-candidato à Presidência da República pelo PSol, Guilherme Boulos, em suas contas no Twitter e no Facebook, ao anunciar a invasão do imóvel. Boulos é uma das lideranças políticas próximas do petista. No último fim de semana, inclusive, ele viajou a Portugal para uma mobilização em defesa da liberdade do ex-presidente, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

 

De acordo com o coronel do 21° Batalhão de Polícia Militar do Interior, Luiz Fernando Stefani, não houve negociação com os manifestantes, mas um acordo para a saída deles do triplex até as 11h45. “Eles disseram que a ocupação era simbólica e resolveram sair pacificamente. Agora, a ocorrência será encaminhada para a Polícia Federal, que dará prosseguimento com o caso”, disse.

Um dos advogados do MTST, Ramon Koelle, afirma não ter havido arrombamento do portão e nem da porta do apartamento e que tudo se deu pacificamente e sem danos ao condômino. “Fizemos um acordo para ninguém se machucar. Tínhamos senhoras e senhores de idade lá dentro e não queríamos confronto. Nossa mensagem era de que se o apartamento é do Lula, entramos lá como convidados, pois somos amigos”, declarou.

No entanto, a R2Itabr, administradora do condomínio Solaris, divulgou comunicado no qual destacou que “um grupo de aproximadamente 25 pessoas quebrou a trava do portão de entrada e seguiu diretamente para a cobertura 164A”.

Na nota, a administrativa afirmou ainda que “a única unidade envolvida é de fato a cobertura 164A e nenhum outro caso de invasão a unidades ou vandalismo no condomínio foi registrado até o momento.”

Veja a nota na íntegra:

COMUNICADO URGENTE

Destacamos que a informação recebida por alguns condôminos sobre uma possível invasão ao condomínio procede, segundo informações, um grupo de aproximadamente 25 pessoas, quebrou a trava do portão de entrada e seguiu diretamente para a cobertura 164A, mas ressaltamos que a polícia militar já foi acionada e todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas.

Salientamos que, a única unidade envolvida é de fato a cobertura 164A e nenhum outro caso de invasão a unidades ou vandalismo no condomínio foi registrado até o momento.

O Sr. Santos, responsável pela empresa de terceirização de mão de obra contratada pelo condomínio esta também no condomínio, disponibilizou reforço com mais 03 seguranças e estão patrulhando o condomínio.

Assim que a situação for contornada, entraremos em contato novamente.

*Com informações da Agência Estado