TRF-2 arquiva denúncia contra Marcelo Bretas por conduta inapropriada

Advogado de réus da Lava-Jato, Nylthamar Filho havia denunciado juiz Marcelo Bretas por supostas irregularidades na condução de processos

atualizado 06/08/2021 12:56

WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Rio de Janeiro – O Órgão Especial do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) arquivou denúncia do  advogado Nylthamar Dias Ferreira Filho – defensor de réus da Lava-Jato – contra o juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas.

Ele acusava o magistrado de ir além das atribuições de sua função na relação com procuradores do Ministério Público Federal (MPF) em casos da Lava-Jato no Rio.

O julgamento com decisão favorável a Bretas ocorreu na noite de quinta-feira (5/8) com base em representação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados.

Após se tornar alvo de um mandado de busca e apreensão em uma ação da Polícia Federal, em outubro de 2020, Nylthamar Filho firmou um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República, onde apontou supostas irregularidades em procedimentos conduzidos por Bretas. O conteúdo da delação chegou a ser relatado em reportagem da revista Veja.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

O advogado acusava o magistrado de negociar uma delação com o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, preso desde 2016 e condenado a mais de 300 anos de prisão, oferecendo como contrapartida uma blindagem da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo contra denúncias de corrupção.

Mais lidas
Últimas notícias