STF quer explicações de Bolsonaro e Damares sobre eleições no Conade

Ministra Rosa Weber deu 5 dias para saber sobre decretos que alteram composição do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

atualizado 25/01/2022 17:24

Rafaela Felicciano/Metrópoles

A ministra Rosa Weber, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), deu cinco dias para que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, informem sobre as modificações que fizeram nos decretos (10.177/2019 e 10.841/2021) que alteraram o formato das eleições e a composição do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade).

O despacho, que esta sob relatoria do ministro Dias Toffoli, foi publicado nesta segunda-feira (24/1), dado no âmbito de ação impetrada pela Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down.

Com a mudança, representantes passam a ser selecionados e não mais eleitos, como ocorria nas plenárias anteriormente, “colocando em dúvida a seriedade de tal seleção”, segundo a federação. O órgão pede ainda a suspensão do edital de convocação do processo seletivo e a retomada do modelo anterior.

A federação argumenta que a nova regulamentação reduz a participação da sociedade civil no conselho e viola preceitos fundamentais da Constituição Federal e da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Leia a íntegra do despacho:

despachoADPF936 (1) by Carlos Estênio Brasilino on Scribd

Mais lidas
Últimas notícias