Sem negar o escrito, Angotti defende parecer sobre cloroquina e vacina

Secretário do Ministério da Saúde diz que o parecer assinado por ele foi "deturpado". Mas mantém defesa do remédio e as restrições à vacina

atualizado 24/01/2022 21:00

Hélio Angotti Neto Ministério da SaúdeMinistério da Saúde/Reprodução

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Neto, criticou a maneira como seu parecer apontando eficácia da hidroxicloroquina no tratamento contra o coronavírus — e ineficácia das vacinas — foi divulgado. Após repercussão do documento, Angotti disse em nota de esclarecimento que as narrativas publicadas por veículos de comunicação “deturparam a verdade dos fatos”.

Em parecer divulgado na última sexta-feira (21/1), o secretário disse haver efetividade e segurança no uso de hidroxicloroquina no tratamento contra coronavírus, mas não em vacinas. Angotti fez a nota técnica para rejeitar as diretrizes terapêuticas aprovadas pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec), que desautorizavam o uso da cloroquina no tratamento da doença.

Ele afirmou que os especialistas não avaliaram os medicamentos em questão com simetria.

Na noite desta segunda-feira (24/1), Angotti soltou a nota em tom de indignação:

“Tentam confundir a opinião pública e comprometer o criterioso trabalho técnico-científico desenvolvido pelo renomado profissional”, diz o documento.

A nota contesta as publicações, diz que estão “fora de contexto”, mas não contradiz o resultado final sobre a indicação do uso do medicamento sem comprovação científica e da avaliação da vacina. Alega “compreender” que haja “flexibilização de critérios para um momento emergencial como o que vivemos”, deixando implícito que segue avaliando não existir comprovação de efetividade e segurança das vacinas, e que elas só seriam usadas pelo momento dramático vivido no país e no mundo.

Leia na íntegra:

Nota de Esclarecimento Hélio Angotti

As matérias questionadas por Angotti relatam que “nota técnica da Saúde diz que cloroquina é efetiva e vacinas, não”.

Parecer

Após desaprovar um estudo que rejeita o uso do kit Covid, o Ministério da Saúde divulgou, na última sexta-feira (21/1), uma nota técnica com uma lista de justificativas para vetar o parecer.

Em um trecho do documento, a pasta afirma que há efetividade e segurança no uso de hidroxicloroquina no tratamento contra a Covid-19. Em outro, fala que não existe efetividade na vacina.

As informações foram divulgadas em uma tabela. No documento, o Ministério da Saúde argumenta que os pesquisadores da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec) não avaliaram os medicamentos em questão com simetria.

Hélio Angotti Neto deve ser convocado a depor na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal nos próximos dias. O grupo pretende questionar o gestor sobre o veto à análise negativa sobre tratamento de Covid-19.

Mais lidas
Últimas notícias