Secretários pedem inclusão de policiais entre prioridades na vacinação

Pedido foi feito via carta assinada por secretários de Segurança Pública e enviada aos ministérios da Saúde e da Justiça

atualizado 05/03/2021 17:25

ministro saude eduardo pazuelloRafaela Felicciano/Metrópoles

Em carta, secretários estaduais de Segurança Pública pediram ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e ao ministro da Justiça, André Mendonça, que policiais sejam incluídos nos grupos prioritários para receber a vacina da Covid-19 – assim como agentes de saúde, já contemplados no Plano Nacional de Imunização (PNI).

De acordo com o texto, entre os motivos de insatisfação da classe trabalhadora de policiais e agentes de segurança, estão a falta de prioridade nas campanhas de vacinação e a atuação do governo, que vai de encontro à inclusão das carreiras policiais na PEC Emergencial.

Outro ponto abordado faz menção aos detentos ocuparem a 17ª posição na lista de prioridades e receberem a primeira dose da vacina – antes dos policiais, que estão em 21º lugar, segundo os critérios do Ministério da Saúde.

Os secretários acreditam que, em tempos de pandemia, os policiais têm atuado de forma exaustiva e em atividades de risco, como socorro e transporte de vítimas, controle sanitário e fiscalização de vacinas. Por isso, sugerem que recebam tratamento igual ao que profissionais de saúde recebem.

“Todas essas atividades são realizadas de forma presencial, em contato com as pessoas, e com alto grau de exposição à contaminação pelo vírus. Não há espaço para home office”, diz trecho do documento.

Com informações da Folha de S.Paulo.

 

Últimas notícias