Saúde publica dispensa de licitação para vacinas da Pfizer: R$ 6,6 bi

Autorização foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na tarde desta quinta-feira (6/5)

atualizado 06/05/2021 16:47

Vacina da Pfizer contra a Covid-19 no RioAline Massuca/Metrópoles

O Ministério da Saúde publicou, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o extrato de dispensa de licitação para a compra de vacinas da Pfizer contra a Covid-19. O documento foi divulgado na tarde desta quinta-feira (6/5).

O extrato não informa a quantidade de doses a serem adquiridas. A expectativa, no entanto, é que o documento formalize a compra de 100 milhões de unidades do imunizante, anunciada pelo governo federal no fim de abril. A publicação estabelece que o valor global da compra é de R$ 6,6 bilhões. Veja o documento na íntegra.

In PDF Viewer by Rebeca Borges on Scribd

Pfizer

Na última segunda-feira (3/5), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o novo contrato para a compra de 100 milhões de doses da Pfizer estava “na iminência” de ser assinado.

De acordo com o titular da Saúde, uma remessa com 35 milhões de doses deve chegar ao país entre outubro e novembro deste ano.

Atualmente, o governo tem um contrato vigente com o laboratório, que também prevê a entrega de 100 milhões de unidades de vacinas.

0

A primeira remessa desse quantitativo já chegou ao Brasil: 1 milhão de doses foram entregues em voo que pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), na última semana. Cerca de 500 mil unidades começaram a ser distribuídas na segunda-feira (3/5).

A aquisição de mais 100 milhões de doses já havia sido anunciada pelo governo federal em abril deste ano. Nas últimas semanas, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que o quantitativo seria reservado para a campanha de vacinação em 2022.

 

Últimas notícias