Saúde inclui peritos do INSS no grupo prioritário da vacina de Covid-19

Os servidores terão que comprovar vínculo com o serviço de saúde para poder receber as doses do imunizante

atualizado 25/02/2021 19:29

Agência do INSSHugo Barreto/ Metrópoles

O Ministério da Saúde resolveu incluir os peritos médicos federais no grupo prioritário de recebimento da vacina contra o novo coronavírus. A decisão foi informada em ofício, enviado nesta quinta-feira (25/2) ao vice-presidente da Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP), Francisco Eduardo Cardoso Alves.

“Destaca-se que dentre o grupo de trabalhadores da saúde estão contemplados tanto profissionais de saúde quanto os demais trabalhadores que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Portanto, os Peritos Médicos Federais estão incluídos no grupo supracitado”, diz o texto.

Veja a íntegra do ofício:

Ofício by Metropoles on Scribd

Segundo o ofício, os peritos devem entregar uma documentação que comprove a vinculação com o serviço de saúde para poder receber as doses da vacina contra Covid-19. A medida foi tomada após uma forte queda de braço entre os profissionais o governo.

Em nota, o advogado da ANMP, Paulo Liporaci, disse que “não havia lógica em excluir esses servidores do grupo de vacinação”, porque, segundo ele, os peritos encontram todos os dias com pessoas que podem estar contaminadas com a doença.

“Os peritos médicos federais são profissionais da saúde que se dedicam diariamente ao atendimento presencial de milhares de segurados da Previdência Social, os quais, em sua maioria, apresentam enfermidades. Atualmente, é elevadíssimo o número de cidadãos que se dirigem às agências da Previdência Social com sintomas de Covid-19″, falou Liporaci.

“A imunização dos peritos médicos federais garante a mitigação do contágio nas unidades do INSS”, concluiu.

Últimas notícias