metropoles.com

Em 2020, 22,4% dos brasileiros utilizaram plano de assistência à saúde

Nesta sexta (19), a Agência Nacional de Saúde Suplementar publicou a sexta edição do Mapa da Utilização do SUS. SP e RJ lideram atendimentos

atualizado

Compartilhar notícia

Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
SUS sistema único de saúde
1 de 1 SUS sistema único de saúde - Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou a sexta edição do Mapa de Utilização do SUS por Beneficiários de Planos Privados de Assistência à Saúde. De acordo com dados da ferramenta, em 2020 os beneficiários de assistência médica somavam 47.439.571, o equivalente a 22,40% da população brasileira.

O mapa conta com atualizações sobre atendimentos ocorridos no Sistema Único de Saúde (SUS) entre 2015 e 2020, com destaque, nesta edição, para a inclusão dos dados de atendimentos de Covid-19 registrados durante 2020 – primeiro ano da pandemia.

São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Espírito Santo são os estados com maior proporção de beneficiários de assistência médica. O estado de São Paulo lidera no ano de 2020, com 17.143.922 (37,04% do total), seguido do Rio de Janeiro, com 5.356.050 (30,84%), e do Distrito Federal, com 921.140 (30,15%).

Já a taxa média de utilização SUS por grandes regiões atingiu nesse mesmo período 38,93 por mil beneficiários na Região Norte do país, caindo para 6,54 no Nordeste, 3,22 no Centro-Oeste, 2,15 no Sul e 2,10 no Sudeste.

Em relação ao tipo de contratação, o maior número de beneficiários foi encontrado nos planos coletivos empresarias (32.076.961), seguido dos planos individuais ou familiares (9.033.481) e dos planos coletivos por adesão (6.269.322). No caso da cobertura assistencial, o maior número de beneficiários se concentrou nos setores hospitalar e ambulatorial (42.218.777).

SUS

No âmbito do Sistema Único de Saúde, foram efetuados, em 2020, 33.326.647 atendimentos, sendo 22.638.444 ambulatoriais e 10.688.203 internações. A maioria dos atendimentos foi registrada na Região Sudeste (14.557.508) e no Nordeste (8.969.601). O número de internações, por sua vez, foi maior no Sudeste (4.281.684), seguindo-se de Nordeste (2.794.988), Sul (1.852.068), Norte (909.765) e Centro-Oeste (849.698).

As internações de beneficiários no SUS por especialidades médicas foi de 35,56% em clínica médica, 32% cirurgia, 18,75% obstetrícia, 8,68% pediatria, e 2,59% em psiquiatria, entre outras. O número total de procedimentos identificados no Brasil atingiu 428.573, em 2020.

Mapa 

O Mapa de Utilização do SUS é uma ferramenta em formato de painel dinâmico (Power BI), que permite que os usuários analisem os dados. O deste ano segue a estrutura das últimas edições, permitindo a visualização de dados nacionais e regionais dos atendimentos prestados no SUS, assim como dos beneficiários de planos privados de assistência à saúde.

O fluxo do ressarcimento ao SUS tem início aproximadamente 12 meses após a ocorrência do atendimento público, pois esse período é necessário para o faturamento, o envio dos dados pelo DataSus e o processamento das informações pela ANS.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações