São Vicente apela para que idosos se vacinem após baixa procura

Prefeitura faz campanha e distribui vídeo com médico explicando a importância da vacinação para a terceira idade

atualizado 17/06/2021 18:03

Médico faz apelo para que idosos de São Vicente procurem vacinaDivulgação

São Paulo – A baixa procura pelas vacinas por idosos está preocupando a Prefeitura de São Vicente, no litoral paulista. Tanto que o governo municipal pediu ajuda de um médico para que ele gravasse vídeo convocando a turma da terceira idade.

“Os hospitais estão lotados, não há vagas para mais ninguém com Covid-19. Todas as unidades de saúde têm vacinas disponíveis. Então, se você ainda não se vacinou, vá lá e tome, é a única forma da gente prevenir essa doença. A vacina é segura e vai te proteger de morrer de Covid-19″, destaca o médico Marco Antonelli no vídeo.

Em nota ao Metrópoles, a prefeitura informou que esperava adesão de 100% da população idosa. No entanto, a taxa de vacinados está em 70%.

“Cerca de 70% do público-alvo foi vacinado, representando mais da metade da população nesta faixa etária. Mesmo assim, a meta é alcançar a totalidade destes moradores. É por isso que a Sesau [Secretaria de Saúde] faz um apelo para que todos os idosos com mais de 75 anos compareçam aos postos de saúde”, diz a nota.

Segundo dados da prefeitura, até o dia 11/3, foram aplicadas vacinas em 549 idosos de instituições e acamados; 1.048 pessoas com mais de 90 anos; 1.975 entre 85 e 89 anos; 2.750 pessoas de 80 a 84 anos; e 3.142 idosos de 77 a 79 anos.

Desde a segunda-feira (15/3), início da fase emergencial no estado, poucos idosos têm ido aos postos de saúde.

Veja vídeo:

 

As vacinas que sobram —já foram 476 doses remanescentes — estão sendo aplicadas em idosos de outras faixas de idade, a partir de 60 anos.

De acordo com o boletim epidemiológico da cidade do dia 15 de março, São Vicente já registrou 12.245 casos de Covid-19, com 615 mortes (a população total da cidade é de 368.355 habitantes).

Atualmente, há 446 casos suspeitos da doença e 19 pessoas internadas —atingindo 100% da ocupação de leitos da cidade—, sendo que três delas estão recebendo tratamento intensivo (UTI).

Para conter a doença, a cidade complementou os decretos estaduais, proibindo a circulação nas praias desde o dia 14 de março.

Idosos quase centenários são vacinados em São Paulo, capital:

0

Últimas notícias