Rolou na 2ª: prisão em segunda instância e dólar bate recorde

"Salas rosas", espaços prometidos pela ministra Damares Alves para o combate à violência contra a mulher já existem nas delegacias - lilás

atualizado 25/11/2019 21:42

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Nesta segunda-feira (25/11/2019), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que não acredita na possibilidade de um texto único – de autoria de deputados e senadores – em torno de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que permita a prisão em 2ª instância.

Isso, ele avalia, porque já houve aprovação de um projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e porque a comissão especial para analisá-lo será instalada, ao passo a outra matéria ainda está em discussão na CCJ do Senado.

No entanto, ele ressaltou ser possível um acordo com o Senado para que apenas uma proposta de PEC seja levada ao Congresso Nacional – desde que seja a da Câmara.

Confira:

Em novo recorde, o dólar fechou novamente em alta, também nesta segunda, e atingiu o maior valor nominal da história sobre o real. A moeda norte-americana subiu 0,5% e fechou o dia a R$ 4,2129. Já o dólar turismo terminou o dia vendido perto de R$ 4,40 – sem considerar os impostos.

Em novembro, o dólar acumula alta de 5,07% sobre o real. No ano, o avanço até agora é de 8,74%.

Leia:

Outras notícias desta segunda:

Últimas notícias