Queiroz negocia delação com o MP e quer proteger família, diz TV

Ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro quer evitar que esposa e filhas sejam responsabilizadas por esquema de rachadinha

atualizado 27/06/2020 19:23

FABRIO-QUEIROZ SBTReprodução/TV SBT

A rede de TV CNN Brasil noticiou que o PM reformado Fabrício Queiroz negocia um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro e que tem como objetivos proteger sua família e pleitear uma prisão domiciliar.

Acusado de operar um esquema de desvio de salários do gabinete do então deputado estadual Flavio Bolsonaro, Queiroz foi preso semana passada numa casa do advogado Frederick Wassef, que tem ligação próxima com a família Bolsonaro e representava Flavio no processo.

Segundo a TV, Queiroz teme que a esposa Márcia, que está foragida, e filhas do casal acabem respondendo pelos crimes apontados pelo MP, como peculato e lavagem de dinheiro, além de participação em organização criminosa.

O que Queiroz pleiteia, portanto, são garantias. O que os promotores pedem, de acordo com a apuração, são fatos novos, que não estejam nos processos.

ATUALIZAÇÃO: Neste sábado (27/06), a defesa do ex-assessor de Flávio Bolsonaro negou que esteja negociando um acordo de delação premiada com o MP do Rio.

“A defesa de Fabrício Queiroz esclarece que a notícia sobre celebração de colaboração premiada não corresponde à verdade. O escritório encarregado da defesa não atua – e jamais atuou – na celebração de acordos de colaboração premiada”, diz a nota da defesa de Queiroz.

0

 

Últimas notícias