Prefeitura do Rio decide não multar casal sem máscara que humilhou fiscal

No entanto, o órgão disse ter considerado uma "boa oportunidade para explicar melhor o papel da Vigilância Sanitária"

atualizado 08/07/2020 12:42

Nívea del Maestro e Leonardo Barrosreprodução/ tv globo

A Prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) decidiu não multar o casal Nívea del Maestro e Leonardo Barros, que tentou rebaixar o trabalho do fiscal da Vigilância Sanitária Flávio Graça, na última semana.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais após o programa Fantástico, da TV Globo, flagrar o episódio. “Cidadão não, engenheiro civil formado, melhor do que você”, disse a mulher ao fiscal.

A prefeitura carioca informou por meio de nota não ter aplicado a multa, apesar de o casal ter rejeitado o uso de máscara, obrigatória durante a pandemia de Covid-19 na cidade.

No entanto, disse ser uma “boa oportunidade para explicar melhor o papel da Vigilância Sanitária e a importância da população aderir às regras do que chamamos de ‘novo normal'”.

“A opção técnica em relação aos populares que se manifestavam em protesto, naquela situação específica, foi buscar o diálogo, a compreensão e o entendimento sobre a importância de se cumprir as medidas de segurança para o combate à pandemia”, prosseguiu.

O bar onde o casal estava foi multado e interditado, segundo a prefeitura. As regras de flexibilização quanto ao distanciamento e ao uso de máscaras não foram aderidas pelo estabelecimento.

Últimas notícias