Eduardo Paes cancela Réveillon no Rio: “Respeitamos a ciência”

Pelas redes sociais, Eduardo Paes disse: "O Comitê da prefeitura diz que pode. O do estado diz que não. Então não pode"

atualizado 04/12/2021 10:48

Queima de fogos em Copacabana, no Réveillon de 2019Fernando Maia / Riotur

O prefeito Eduardo Paes anunciou, na manhã deste sábado (4/12), em suas redes sociais, que decidiu cancelar a celebração oficial do Réveillon no Rio.

“Respeitamos a ciência. Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva. O Comitê da prefeitura diz que pode. O do estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do Réveillon do Rio”, disse Paes.

O gestor municipal destacou que toma a decisão com tristeza, mas que é inviável promover o evento sem a anuência de todas as autoridades sanitárias. “Infelizmente não temos como organizar uma festa dessa dimensão, em que temos muitos gastos e logística envolvidos, sem o mínimo de tempo para preparação”, garantiu.

Após a chegada da nova variante Ômicron no Brasil, outras capitais cancelaram a festa de virada do ano. Nesta semana, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), também anunciou que, pelo segundo ano consecutivo, a Esplanada não terá a tradicional comemoração de Réveillon.

“Nós já avançamos muito no enfrentamento da doença e não podemos arriscar um retrocesso neste combate. Peço que todos observem os cuidados recomendados, especialmente neste momento de incerteza, até que possamos retomar a vida normalmente”, afirmou o governador distrital.

As cidades turísticas de Goiás que ficam no Entorno do Distrito Federal também cancelaram o Réveillon.

Mais lidas
Últimas notícias