Roda Viva: internautas pedem Intercept em entrevista de Moro

Site foi responsável por revelar conversas do ex-juiz que colocaram em cheque sua atuação à frente da Operação Lava Jato

Hugo Barreto/Metrópoles

atualizado 14/01/2020 22:53

O anúncio de que o ministro da Justiça, Sergio Moro, será o convidado da estreia da jornalista Vera Magalhães no comando do Roda Viva, da TV Cultura, já causa polêmica. Pelo Twitter, a presença de algum jornalista do The Intercept Brasil na bancada de entrevistadores foi cobrado por usuários e pela própria equipe do site – a lista oficial de quem participará do programa ainda não foi divulgada.

Em 2019, o Intercept foi responsável por revelar conversas do ex-juiz que colocaram em xeque sua atuação à frente da Operação Lava Jato, bem como a de outros membros da força-tarefa, na série de reportagens que ficou conhecida como #VazaJato. Na noite desta terça-feira (14/01/2020), a hashtag #InterceptNoRodaViva está entre os assuntos mais comentados da plataforma.

Um dos fundadores do The Intercept, o jornalista Glenn Greenwald disse pelo Twitter que a participação de alguém do site “explodiria a audiência desse programa”. “A única razão para não fazer isso é o medo de Moro e deixá-lo — escandalosamente — ditar quem está lá”, escreveu.

Seria indesculpável e um tanto covarde para o Roda Viva permitir que Sergio Moro aparecesse sem colocar um jornalista da The Intercept Brasil no painel para participar da discussão.”

A repórter Amanda Audi, que também faz parte da equipe do Intercept, afirmou que não tem esperanças de que eles serão chamados, mas que se os convidados não fizerem “as perguntas que têm que ser feitas, é porque foi joguinho combinado”.

Além da equipe do Intercept, internautas também cobram a participação do colunista da Folha de S.Paulo Reinaldo Azevedo – ele é outro grande crítico da Lava Jato.

Esta é a segunda vez em que Moro participará do programa: a primeira foi em março de 2018 – antes de a Vaza Jato começar.

Últimas notícias