Ratinho Jr. ofereceu ajuda a prefeito afastado por corrupção, diz site

Governador do Paraná se disse "às ordens para resolver isso aí o quanto antes" para Celso Pozzobom. Ele foi alvo de operação de escuta

atualizado 12/01/2022 23:43

Governador do Estado do Paraná, Ratinho JrDivulgação/Assembleia Legislativa PR

O governador do Paraná, Carlos Roberto Massa Júnior (PSD-PR), popularmente conhecido como “Ratinho Jr“, foi pego oferecendo ajuda a um aliado investigado por corrupção. Ratinho Jr. foi alvo de operação de escuta telefônica da Polícia Federal, que flagrou a declaração de apoio feita a Celso Pozzobom (PSC-PR), prefeito afastado de Umuarama em outubro de 2021.

Pozzobom é investigado pelo desvio de R$ 19 milhões da Fundação Municipal de Saúde, apurados na Operação Metástase. Os recursos teriam sido utilizados para a construção de uma casa de veraneio no interior do estado.

Na conversa grampeada, Ratinho Jr. liga para “dar um abraço e se colocar à disposição” do prefeito investigado:

“O Marcio tinha me falado já, governador, e o Sandro Alex também, que o senhor tava preocupado com a situação aí e tava vendo o que o senhor poderia fazer… O senhor taria dando uma… mexida aí pra gente”, disse Celso Pozzobom, segundo revelado pelo Brazilian Report.

“Mas eu à disposição, qualquer hora que você vier pra Curitiba, tomar um café, às ordens, mas vamos tentar resolver isso aí o quanto antes”, responde o governador do estado.

Pozzobom agradece a preocupação e ouve do governador que ele “está às ordens”, e que conte com ele.

Veja trecho do relatório da Polícia Federal:

O processo de impeachment do prefeito se encontra paralisado. Em outubro, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido da defesa do prefeito afastado para retornar ao cargo.

Mais lidas
Últimas notícias