Para Moro, celulares foram hackeados porque há “vulnerabilidade”

Pelo Twitter, o ministro da Justiça afirmou que todos os atingidos serão identificados pela Polícia Federal e receberão comunicados

Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 25/07/2019 14:33

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou em conta oficial no Twitter que as pessoas hackeadas pelo grupo preso na última terça-feira (23/07/2019), sendo elas autoridades governamentais ou não, não foram atingidas por “falta de cautela” e sim por uma vulnerabilidade.

Segundo Moro, essa vulnerabilidade, que não foi citada por ele, foi “explorada por hackers criminosos e pessoas inescrupulosas”. Moro disse ainda que todos os atingidos serão identificados e comunicados pela Polícia Federal.

0

Detalhes
Em coletiva na tarde dessa quarta-feira (24/07/2019), a PF apresentou detalhes da Operação Spoofing e revelou que pelo menos mil celulares foram clonados. No entanto, não foram informados mais detalhes de quem seriam as vítimas.

O próprio Moro mostrou-se preocupado quanto ao número de ligações realizadas para hackear celulares e disse que a atitude dos criminosos é “preocupante”. “Leio, na decisão do Juiz, a referência a 5.616 ligações efetuadas pelo grupo com o mesmo modus operandi e suspeitas, portanto, de serem hackeamentos. Meu terminal só recebeu três. Preocupante”, afirmou, pelo Twitter.

Segundo o delegado João Vianey Xavier Filho, coordenador-geral de Inteligência da PF, o grupo praticava outros crimes. “O perfil deles é vinculado a fraudes bancárias e a cartões de crédito”, adiantou, ao ressaltar que, na casa de um deles, foi encontrado R$ 100 mil em espécie.

Até o momento, quais autoridades foram vítimas da invasão?

  • Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
  • Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública
  • Abel Gomes, desembargador do TRF da 2ª Região
  • Flávio Lucas, juiz da 18ª Vara Federal do Rio de Janeiro
  • Rafael Fernandes, delegado da Polícia Federal em São Paulo
  • Flávio Vieitez Reis, delegado da Polícia Federal em São Paulo

Últimas notícias