Moradores do Rio fazem panelaço contra governo Bolsonaro

Presidente fez passeio com motociclistas e provocou aglomerações neste domingo (23/5). Ele circulou sem máscara

atualizado 23/05/2021 15:22

panelaçoDivulgação

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participava de ato pró-governo no Rio de Janeiro neste domingo (23/5), moradores da capital fluminense fizeram panelaços contra o governo federal em várias regiões da cidade.

A participação do presidente nos atos provocou aglomerações e desrespeito às medidas sanitárias, como o uso de máscaras e o distanciamento social.

O evento ocorre em meio a pressões políticas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, que investiga ações e omissões do governo federal na pandemia. Além disso, nesse sábado (22), o país ultrapassou 448 mil mortes por Covid-19.

Integrante da CPI da Covid, o senador Humberto Costa (PT-PE) compartilhou um dos vídeos do panelaço:

Entre os bairros que registraram o panelaço durante a passagem do presidente estão Copacabana e a Barra da Tijuca.

Veja outros registros:

Pandemia

Contrariando orientações das autoridades sanitárias, o presidente e a maior parte dos simpatizantes não usaram máscaras e provocaram aglomerações. O chefe do Executivo é crítico de medidas de controle adotadas para conter a disseminação do coronavírus.

Decretos municipal e estadual no Rio de Janeiro, no entanto, obrigam o uso de máscaras. O descumprimento da norma é passível de multa.

O Brasil acumula 448.208 óbitos por Covid-19 e computou 16.047.438 casos de contaminação desde o início da pandemia. No estado do Rio, foram registrados mais de 49 mil mortes e 840 mil casos.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, a taxa de letalidade da Covid-19 no estado está em 5,89%, a maior do país. A taxa de ocupação em leitos de UTI no Rio é de 84%, mas faltam medicamentos e há registro de filas para internação.

Mais lidas
Últimas notícias