Lira diz que não vê circunstâncias para impeachment de Bolsonaro

Na entrevista concedida ao jornal O Globo, presidente da Câmara dos Deputados disse que CPI "não trará efeito algum"

atualizado 22/06/2021 8:19

Jair Bolsonaro e Arthur LiraAlan Santos/PR

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou em entrevista ao jornal O Globo, que não acredita em resultado efetivo da CPI da Covid-19 no impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Lira também negou que o governo tenha atrasado para adquirir doses de vacinas contra o vírus.

O presidente afirmou que faltam circunstâncias e um conjunto de coisas para a instauração do processo de impeachment .

“Veja bem, não estou faltando com respeito a nenhuma vítima. 499 mil, 501 mil, são todas significativas como uma vida. Pelo amor de Deus! O que estou dizendo é que o impeachment não é feito só disso”, justificou.

E afirmou que a função dele em um suposto impeachment “é de neutralidade”.

“Não sou eu que faço o impeachment […]. O que eu estou dizendo é que o impeachment é feito com circunstâncias, com uma política fiscal desorganizada, uma política econômica troncha. O impeachment é político”, completou Lira.

No domingo, o presidente da Câmara lamentou a marca de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil, ultrapassada no sábado (19/6). Em postagem nas redes sociais, Lira falou que o momento é de dor e defendeu a vacinação.

“Enquanto todos não estiverem vacinados, com a pandemia sob controle, teremos dias de dor”, escreveu ele.

Após o comentário, o parlamentar foi alvo de uma enxurrada de críticas em razão da proximidade com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Sua eleição ao comando da Câmara, em fevereiro deste ano, foi apoiada pelo Palácio do Planalto. Além disso, a oposição acusa Lira de engavetar os 121 pedidos de impeachment já protocolados.

 

Últimas notícias