Integrantes da CPI querem encontrar Aras e Lira já na próxima quarta-feira

Informação foi divulgada pelo vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que aguarda aprovação do relatório

atualizado 20/10/2021 15:24

Augusto ArasReprodução

Com a iminente aprovação do relatório final do senador Renan Calheiros (MDB-AL), a cúpula da CPI da Covid-19 já planeja os próximos passos e espera se encontrar com o procurador-geral da República, Augusto Aras, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), já na próxima quarta-feira (27/10).

O encontro da cúpula do colegiado com a dupla ocorreria, portanto, um dia após a votação do relatório da comissão. Segundo o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a agenda ainda não está confirmada.

A reunião com Aras marcará a entrega da relação de crimes comuns imputados aos 68 indiciados pela CPI, enquanto a agenda com Lira será para entregar a denúncia de eventual crime de responsabilidade cometido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que pode ou não resultar em processo de abertura de impeachment.

Para Randolfe, “qualquer autoridade que receber este relatório terá uma dificuldade imensa de arquivá-lo”. “Aqueles que tiverem pretensão de arquivar este relatório terão uma enorme dificuldade do ponto de vista técnico, político e jurídico”, enfatizou.

O vice-presidente da comissão, no entanto, não descarta a possibilidade de que o documento não seja bem recebido por Aras e Lira. “Se por acaso isso ocorrer, estamos trabalhando com as outras possibilidades que existem dentro da própria legislação, como a ação penal subsidiária à pública”, explicou.

Mais lidas
Últimas notícias