Guedes espera que quarentena comece a ser relaxada em 7 de abril

Parâmetro da equipe do ministro da Economia é São Paulo, que começou o estado de isolamento na terça-feira (24/03)

atualizado 25/03/2020 22:02

A perspectiva da equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, é de que a quarentena por causa do novo coronavírus comece a ser gradativamente diminuída a partir de 7 de abril. Segundo o Estadão, o parâmetro é a previsão de São Paulo, estado com mais casos registrados da Covid-19, que decretou a medida por 15 dias a partir da última terça-feira (24/03).

Apesar de o decreto prever 15 dias de quarentena, o prazo pode ser prorrogado. Ao fim do prazo, a estimativa é de que o país esteja no pico dos casos de Covid-19, segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que calcula apenas para setembro queda brusca dos casos.

Na terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu, em pronunciamento em rede nacional, o fim do “confinamento em massa”, sustentando que as medidas de isolamento fossem mantidas apenas para pessoas idosas e aquelas que têm outras doenças que possam complicar o quadro em caso de contaminação. Guedes compactuaria com a avaliação, preocupado com os efeitos econômicos da quarentena.

O ministro, que com 72 anos integra o grupo de risco, está trabalhando de casa, no Rio de Janeiro (RJ), e vem sendo substituído, em reuniões, pelo secretário-executivo da pasta, Marcelo Guaranys, e pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Últimas notícias