Em evento oficial, prefeito de Porto Seguro pede voto em Bolsonaro

Jânio Natal também aproveitou discurso para atacar ministros do Supremo Tribunal Federal pela condenação de Daniel Silveira

atualizado 22/04/2022 17:30

Reprodução/TV Brasil

Ao abrir a cerimônia em homenagem aos 522 anos de chegada dos portugueses ao Brasil, em Porto Seguro, o prefeito Jânio Natal (PL) reservou uma parte do discurso para dizer que o “maior presente” que os brasileiros podem dar ao Brasil é a reeleição de Jair Bolsonaro (PL).

“O maior presente que nosso município está recendo hoje é a presença de vossa excelência [presidente]. O maior presente que o povo brasileiro pode dar ao seu próprio povo e ao nosso país é reelegê-lo presidente do nosso Brasil”, disse Natal.

O político ainda atacou os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e agradeceu Bolsonaro pelo indulto concedido a Daniel Silveira, na noite dessa quinta-feira (21/4).

“Ontem, o senhor deu um presente a todos nós, que foi o indulto do nosso Daniel Silveira. Todo povo brasileiro comemorou o seu ato contra aqueles covardes, que dizem que representam o nosso judiciário. É uma vergonha que nós temos em nosso país, mas com sua reeleição, nós vamos dar o troco”, completou o prefeito.

Depois de ser condenado, por 10 votos a 1, a inegibilidade, a prisão de 8 anos e 9 meses e multa de R$ 200 mil, o presidente Jair Bolsonaro deu um contra-golpe na Suprema Corte e concedeu uma espécie de indulto ao parlamentar.

Na prática, o decreto de indulto perdoa os crimes cometidos pelo parlamentar. O ato foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), ainda na quinta-feira (21/4).

Após o discurso, a plateia ainda entoou a frase “Lula é ladrão, Bolsonaro é capitão”. Além do chefe do Executivo, alguns ministros, deputados e senadores participam da cerimônia.

As falas do prefeito, no entanto, ferem a legislação. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é proibido realizar propaganda eleitoral antes 6 de julho deste ano.

Depois de uma cerimônia militar, no Rio de Janeiro, pela manhã, e a passagem na Bahia, o presidente Jair Bolsonaro retorna à Brasília ainda na noite desta sexta-feira (22/4).

Mais lidas
Últimas notícias