Eduardo Bolsonaro ironiza marcha do PCO: “Inveja do Talibã”

Deputado criticou vídeo de uma marcha que defende o fim da PM e cita a crise vivida no Afeganistão, país tomado pelo grupo terrorista Talibã

atualizado 19/08/2021 11:43

Hugo Barreto/Metrópoles

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) divulgou um vídeo em que ironiza marcha promovida pelo Partido da Causa Operária (PCO).

Na gravação de 14 segundos, o locutor afirma: “Se o povo do Afeganistão conseguiu expulsar os Estados Unidos, a gente também consegue no Brasil“. Uma clara referência à recente crise no país asiático que teve o governo tomado pelo grupo terrorista Talibã após 20 anos.

Não é possível identificar quando e onde o suposto protesto ocorreu. No carro de som, uma faixa traz os dizeres: “Fim da Polícia Militar Já” e o nome do partido.

Eduardo Bolsonaro ironizou a situação. “Marcha da maconha fumando um: democrático. Marcha das vadias com cruz no ânus: democrático. Passeata pedindo fim da PM e demonstrando inveja do Talibã: democrático. Criticar certas autoridades no zap [WhatsApp]: antidemocrático, prisão, inquérito, terrorismo digital”, escreveu.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre uma possível “organização criminosa digital que atenta contra a democracia”.

A investigação apura a atuação digital com núcleos de produção, publicação, financiamento e político, semelhante aos identificados no Inquérito das Fake News. O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o relator dos dois casos.

Mais lidas
Últimas notícias