“É difícil entender a morte”, diz Bolsonaro durante velório da mãe

Olinda Bonturi Bolsonaro, de 94 anos, foi sepultada no mesmo local que o pai do presidente, na cidade de Eldorado, no interior paulista

atualizado 22/01/2022 8:54

Olinda e Jair BolsonaroReprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou do velório de sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, que faleceu na madrugada desta sexta-feira (21/1), no interior de São Paulo. O chefe do Executivo federal fez um breve discurso e disse que o óbito de sua mãe “faz parte do ciclo natural da vida”, mas que “é difícil entender a morte”.

“Hoje, a senhora Olinda Bonturi, minha mãe, nos deixa. Um exemplo de mãe de sete filhos. Um sofrimento muito grande se abateu para todos nós, em especial à Dona Olinda, quando na cidade de Ribeira, ela perdeu um filho. Não existe dor maior para nós do que perder um filho”, disse o presidente aos presentes no velório, com a voz embargada.

“A partida da minha mãe faz parte do ciclo natural da vida. Mas mesmo assim é difícil entender a morte E nesse momento, só peço ao nosso Deus todo misericordioso que conceda à minha mãe a vida eterna”, declarou.

Veja a fala completa:

Veja fotos do velório e do sepultamento:

0

Velório e enterro

Olinda Bolsonaro foi velada das 10h30 às 16h30 na Paróquia Central. Houve uma cerimônia católica no local, com cânticos religiosos. Enquanto o presidente e sua família estavam no espaço, o velório ficou fechado para outras pessoas.

O enterro teve início às 16h50 e se mostrou silencioso. Bolsonaro, que se emocionou durante a cerimônia, estava acompanhado de sua esposa, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, e de seus filhos Flávio e Renan. A matriarca dos Bolsonaro foi sepultada no mesmo cemitério que o pai do presidente, Percy Geraldo Bolsonaro.

Além da família, viam-se presentes moradores da cidade que eram próximos de Olinda, além de membros da Marinha.

O presidente Jair Bolsonaro, que estava em viagem oficial ao Suriname desde essa quinta-feira (20/1), saiu de Paramaribo, capital do país, e desembarcou em Congonhas (SP) por volta das 13h desta sexta. Ele cancelou a viagem a Georgetown, na Guiana.

Olinda, que sofria de Alzheimer, morreu aos 94 anos na madrugada desta sexta. A matriarca estava internada no Hospital São João, em Registro, cidade a cerca de uma hora de Eldorado. A causa do óbito não foi revelada.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias