Dino ironiza dinheiro nas nádegas: “Bolsonaro sabe onde a corrupção está”

Governador do Maranhão diz, nas redes sociais, que corrupção está sempre bem perto do presidente, "nos seus círculos mais íntimos"

atualizado 15/10/2020 13:37

Marcello Casal Jr/ABr

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), recorreu à ironia para fustigar seu adversário ferrenho, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no caso do dinheiro achado nas nádegas do agora ex-vice líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR).

Em referência à declaração do presidente de que teria “acabado com a Lava Jato porque a corrupção acabou no seu governo”, o maranhense replicou, nas redes sociais, nesta quinta-feira (15/10): “Ele sabe onde a corrupção está, sempre bem perto dele, nos círculos mais íntimos do seu transitório poder”.

Veja o tuíte de Dino:

“Paraíba” e “sem noção”

As desavenças entre Bolsonaro e Dino foram evidenciadas em áudio vazado após o café da manhã que o presidente ofereceu a profissionais da mídia estrangeira em julho de 2019.

Na ocasião, em conversa com Onyx Lorenzoni, Bolsonaro atacou o governador e se referiu aos estados do Nordeste pelo termo “paraíba”, considerado pejorativo.

“Desses governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, disse o presidente.

Antes desse episódio, Dino já havia declarado que Bolsonaro “não tem noção do cargo que ocupa”.

Últimas notícias