Decreto sobre o SUS será reeditado na próxima semana, diz Bolsonaro

O presidente, em transmissão ao vivo, disse que medida "não tem nada a ver com o privatização" das unidades de saúde

atualizado 29/10/2020 23:29

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse nesta quinta-feira (29/10) que vai reeditar na próxima semana o decreto que inclui estudos sobre parcerias com a iniciativa privada para reforma e “operação” de Unidades Básicas de Saúde (UBS). A medida foi revogada pelo próprio presidente após repercussão negativa na quarta-feira (28/10).

“O decreto de ontem não tinha nada a ver com privatização do SUS”, disse o presidentes durante a transmissão ao vivo semanal nas redes sociais. “Revoguei o decreto, mas nos próximos dias posso reeditá-lo, deve ser semana que vem.”

O presidente não entrou em detalhes de como será o novo texto, e no que ele será diferente do cancelado nesta semana.

O decreto foi publicado pelo governo que apontou a intenção de fazer parcerias público-privadas nas UBS de todo o país. O texto permitia que o Ministério da Economia realize estudos para a inclusão das UBS dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

Com a repercussão negativa, o presidente revogou a medida em edição extra na noite de quarta.

Depois de recuar, Bolsonaro usou as redes sociais para dizer que é falsa a ideia de privatização do Sistema Único de Saúde (SUS).

0

 

Últimas notícias