Damares afirma que ajudará garota de 10 anos grávida após tio estuprá-la

A criança está gestante há cerca de três meses. A Justiça expediu um mandado de prisão preventiva contra o suspeito

atualizado 14/08/2020 21:56

VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL

Damares Alves, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, afirmou nessa quinta-feira (13/8), em suas redes sociais, que ajudará uma criança de 10 anos que está grávida, após ser estuprada pelo tio. O caso aconteceu no Espírito Santo.

Em publicação, a ministra disse que está acompanhando o caso. Veja:

Durante esta semana, Damares fez outro post afirmando que ajudará a criança:

Já no Facebook, a ministra salientou: “Uma angústia e uma dor tomaram conta de mim”. Damares também afirmou ter enviado profissionais para visitar a família e “conhecer detalhes das investigações”.

“A comitiva ficou chocada ao descobrir outras meninas grávidas vítimas de estupro no município. Encontraram grávidas uma menina de dez anos, duas de treze anos e uma com onze anos de idade que teve bebê há menos de um mês”, escreveu Damares.

Relembre o caso

De acordo com a Polícia Civil do Espírito Santo, a criança era vítima de estupros há quatro anos e o caso chegou ao conhecimento da polícia no sábado (8/8), quando ela deu entrada num hospital público da cidade com suspeita de gravidez. O suspeito, de 33 anos, que é tio da criança, está foragido.

A garota chegou ao Hospital Estadual Roberto Silvares acompanhada de uma parente. Os médicos notaram que a barriga estava maior que o usual e realizaram um exame de gravidez, que deu positivo. A criança está grávida há cerca de três meses.

Um mandado de prisão preventiva foi expedido contra o suspeito. O nome do tio não foi informado para proteger a identidade da criança, que se encontra num abrigo municipal recebendo apoio psicológico e médico.

A polícia não informou o paradeiro dos pais da vítima. A garota morava com os avós.

0

Últimas notícias